segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Inadimplência de gestões passadas faz Aveiro perder verba do Incra

Ranilson do Prado diz que Município perdeu recurso que seria usado na abertura e revitalização de estradas

 “Uma das preocupações do nosso governo é sanar dívidas deixadas por governos passados”, afirmou o jovem prefeito de Aveiro, Ranilson do Prado. Eleito oficialmente no dia 06 de junho, de fato e de direito, Ranilson do Prado assumiu o cargo com o Município assolado por uma chuva de dívidas, o que fazia com que Aveiro estivesse inadimplente
 e conseqüentemente impedido de receber verbas através de convênios do Governo Federal e do Governo do Estado. Como se não bastassem tantos problemas, ainda teve o triste fato de o Município perder grande parte dos repasses do FPM. Aveiro perdeu também a verba de um milhão e meio de reais que seria repassada pelo Incra à Prefeitura e usada na abertura e revitalização de estradas”. Mesmo assim o jovem prefeito Ranilson do Prado mostrou que seu objetivo é sempre trabalhar pelo povo, fazendo de Aveiro um verdadeiro Município modelo. Confira esta afirmação e outras declarações reveladoras. nesta entrevista exclusiva:
Na opinião do prefeito de Aveiro, quitar dívidas é deixar o Município com credibilidade junto aos credores. Este é um trabalho que requer muito cuidado, pois Ranilson do Prado assumiu o Município com uma situação bem difícil, inadimplente, sem crédito e ainda não foi possível resgatar este problema.
O trabalho do Prefeito junto a sua assessoria jurídica prossegue incansável: “Esperamos resolver esta situação até o mês de novembro, para podermos receber recursos”, afirmou o Prefeito.
Por conta dessa inadimplência, o município de Aveiro perdeu uma verba de um milhão e meio de reais que seria repassada pelo Incra à Prefeitura e usada na abertura e revitalização de estradas. “Mas agora  a situação vai melhorar, pois estamos focados no saneamento das finanças do Município”, falou Ranilson. E ainda teve o problema da queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). “Mesmo assim vou levar o Município para um patamar do desenvolvimento nunca visto”, afirmou o Prefeito.
Funcionalismo público municipal – Rranilso do Prado declarou que apesar de receber uma folha de pagamento do Município inchada, mesmo assim não demitiu ninguém. O problema se torna ainda maior porque a mão de obra local depende quase exclusivamente da Prefeitura. Se o Prefeito demitir os funcionários municipais, que são grande maioria da população, muitas pessoas vão ficar sem emprego, batendo a porta do Prefeito para pedir ajuda, como única alternativa de ganhar o pão de cada dia e o sustento da família.
Surge, então, o grande desafio em administrar o Município, com uma folha de pagamento inchada, porém, o prefeito Ranilson do Prado se mostra empenhado em equacionar este impasse de maneira mais harmônica e em período mais breve possível.
Queda do FPM – Um dos maiores problemas enfrentados por muitos prefeitos da região e até por todo o Brasil, não apenas o de Aveiro, é a queda no recebimento do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o que deixou Aveiro sem condições de maiores investimentos em sua infra-estrutura. “A queda do FPM tem sido para nós um grande desafio, pois somos obrigados a administrar com poucos recursos”, desabafou Ranilson do Prado. A queda do FPM é sentida principalmente na hora de fazer o pagamento da Folha dos funcionários municipais, pois no Município não existe empresa para fazer arrecadação do ICMS, que é pouco. “Graças a Deus não estamos com a folha de pagamento atrasada”, disse. “Outro administrador resolveria pela demissão em massa, mas se você olhar pelo lado humanitário será um desastre para o Município, pois muito pai de família que luta com dificuldade vai ficar em situação muito pior”, ressaltou o Prefeito. Para que isso não aconteça, ele arregaça as mangas e corre atrás de recursos, em Belém, junto ao governo do Estado e até na capital federal, Brasília, buscando parcerias com o governo Gederal.
Implantação do CredPará no município – O CredPará faz parte das conquistas da nossa administração à frente do Governo do Bem. Se Deus quiser, assim que for implantado no Município, vai fazer com que o micro e pequeno empreendedor possam ter sua própria renda e dar sua parcela de colaboração ao Município. Isso vai fazer com que boa parte da população possa voltar a ter sua auto-estima e deixe de depender da Prefeitura para viver e sustentar sua família. A população só tem a ganhar com o projeto CredPará. Como gestor municipal me empenho para que esse projeto do Governo do Estado seja implantado em Aveiro em curto espaço de tempo.
Fonte: O Impacto

Nenhum comentário:

Postar um comentário