terça-feira, 22 de novembro de 2011

Jacareacanga: Marinha do Brasil forma 37 aquaviários

Os novos aquaviários estão aptos para navegar pelos rios da região

 
A Marinha do Brasil/Capitânia dos Portos de Santarém formou no município de Jacareacanga na noite de sexta-feira (18), trinta e sete aquaviários. A solenidade aconteceu no Sygnus Clube e contou com a presença do prefeito Raulien Queiroz, vereadores, secretários municipais e de um grande número de populares. O curso teórico que durou 5 dias trouxe conhecimento e uma formação teórica, qualificando pilotos de embarcação de pequeno porte.
Vários assuntos foram abordados durante o curso, entre eles, salvatagem ministrado pelo Capitão de Corveta Paulo Antonio Carlos (Capitão dos Portos/Delegacia Fluvial de Santarém); manuseios de cabos e nós, operação com motor a diesel e combate a incêndio, ministrado pelo suboficial Enóquio; e navegação em águas internas, ministrado pelo sargento Gilberto.
O município de Jacareacanga possui grande parte de seu território banhada por rios e igarapés. O acesso às mais de 120 comunidades indígenas e não indígenas só é possível por via fluvial. A atuação de piloteiros com grande conhecimento de canais e experiência em navegação nas águas da região, não impediu que a maioria dos inscritos no curso fosse antigos pilotos que atuam em Jacareacanga.
Entre os 37 aquaviários, o povo Munduruku se fez presente com 18 inscritos, entre eles pilotos da Funasa, Funai e da Prefeitura de Jacareacanga. Mas o destaque da turma foi para o indígena Julião Karo, de 55 anos, que alcançou nota 8 na avaliação final.
José da Silva Cavalcante, o Zeca, piloto de embarcação há mais de 30 anos e um dos aquaviários recém formados, disse que o curso veio enriquecer o seu conhecimento. “Além de sermos credenciados pela Marinha do Brasil, temos a sensibilização de garantir a segurança de nossa tripulação e de nossos passageiros em uma viagem fluvial”, argumentou Zeca.
Já o Capitão de Corveta, Paulo Antonio Carlos, disse que a Marinha do Brasil tem a preocupação de qualificar os pilotos de embarcação da região para garantir mais segurança na navegação nos rios da Amazônia. “É um curso teórico aberto a qualquer pessoa que navegue ou tenha interesse na navegação marítima. Hoje formamos 37 aquaviários que certamente exercerão seus ofícios com responsabilidade”, comentou.
Para o prefeito Raulien Queiroz, a política de seu governo é buscar a qualificação profissional em todas as áreas. “Quando fomos procurados para firmarmos parcerias que possibilitasse a execução desse curso, imediatamente abracei a idéia. Nada mais justo do que profissionalizarmos nossos pilotos fluviais, ainda mais pela maior autoridade marítima de nosso País: a Marinha do Brasil. Jacareacanga está de parabéns, pois agora tem 37 aquaviários devidamente credenciados”, comemorou o Prefeito.
Fonte:O Impacto e Nonato Silva/Jacareacanga

Nenhum comentário:

Postar um comentário