terça-feira, 29 de novembro de 2011

Prefeito de Itaituba suspende médico por insubordinação

 
Muita correria na Secretaria de Saúde e no Hospital Municipal de Itaituba na tarde de ontem, segunda-feira, 28/11. O motivo foi o não atendimento de um “pedido” do prefeito Valmir Climaco para operar uma paciente que se encontra internada no HMI.
O médico Dr. César (peruano), que se encontrava de plantão, teria dito que não faria a operação porque havia vencimentos seus em atraso.
Valmir não gostou nem um pouco e na mesma hora ligou para o secretário de saúde, o médico Manuel Diniz, pedindo providências drásticas.
Não satisfeito, o Prefeito ligou para departamento de recursos humanos da Prefeitura, querendo saber qual era a situação real. Foi informado pela diretora do RH, que os salários do médico peruano estão em dia. Na oportunidade, ele ficou sabendo que o médico recebeu salário superior a R$ 39 mil em setembro, um pouco mais que R$ 37 mil em outubro e de R$ 38 mil em novembro.
O prefeito Valmir Climaco voltou a ligar para o Secretário de Saúde, falando de tais valores, aproveitando a oportunidade para dizer que, até que tudo fique muito bem explicado, o médico deve ficar suspenso de qualquer atividade na rede pública de saúde do Município.
Valmir pode até mudar de opinião, mas sua disposição é desligar o médico peruano do quadro da Secretaria de Saúde.
Cirurgia – Antes do final da tarde a mulher tinha sido operada, graças às providências do secretário de saúde, Manuel Diniz.
Fonte: RG 15/O Impacto e Jota Parente

Nenhum comentário:

Postar um comentário