quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Helenilson Pontes nega Estado do Tapajós

O vice-governador do Pará, Helenilson Pontes, esteve presente na abertura do I Simpósio do Pólo Metal-mecânico de Marabá (SIMPOMEC) na manhã de segunda-feira, 28/11. Antes de falar, a deputada Bernadete ten Caten (PT) sugeriu para que ele declarasse em público sua posição sobre a criação dos estados do Carajás e Tapajós, uma vez que o governador Simão Jatene já o havia feito. O pedido de Bernadete foi recebido com palmas pela platéia, mas parece não ter agradado o Vice-Governador que se mostrou irritado com o pedido da Deputada.
Ao lhe ser concedida a palavra, Helenilson Pontes não falou uma vez as palavras Carajás e Tapajós. Ao invés disso, falou o nome “Pará” por mais de 20 vezes em apenas nove minutos de discurso. “Vamos guardar nossas energias para brigar pelo processo de desenvolvimento do Estado. Era isso que deveria nos unir. Nosso adversário é a pobreza do nosso povo. O PIB do Pará precisa sair da mão de alguns e passar para as mãos de todos”, disse o Vice-Governador.
Minutos depois, durante entrevista coletiva, Helenilson Pontes foi mais uma vez inquirido a posicionar-se em torno do assunto, porém, fugiu mais uma vez, dizendo que não divulgaria sua posição sobre o assunto. “Só vou revelar meu pensamento sobre a divisão do Pará no dia 11 de dezembro, na urna”, declarou o Vice-Governador.
Jornal O Impacto

Nenhum comentário:

Postar um comentário