quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Assalto ao Banco da Amazônia foi patrocinado por empresários.

Tenente Coronel Josafá fez a revelação durante reunião na Câmara de Itaituba

Ten. Cel. Josafá fez a revelação durante reunião sobre segurança pública
Pela 4ª vez o tema Segurança Pública é alvo de discussão na Câmara de vereadores. Em face dos altos índices de violências registrados nesse início do ano, com assaltos e mortes, o vereador Cezar Aguiar (PR) convocou reunião extraordinária no gabinete da presidência. O debate bastante esclarecedor foi realizado na tarde de terça-feira, dia 17 de janeiro.
Estiveram presentes o Ten. Cel. Josafá (Comandante do CPR X), Juiz Gleucival Estevão (representando Dr. Antônio, titular da 3ª vara), Delegado Ednaldo Silva (Superintendente Regional da Polícia Civil), vereador João Bastos Rodrigues (presidente da Câmara Municipal), Luiz Fernando Sadeck, Agnaldo Cirino, Raimundo Pimentel, Cezar Aguiar, representantes de associações comunitárias e lideranças diversas.
A reunião teve início às 16 horas e durou cerca de duas horas, quando cada um fez explanação de motivos a respeito do tema em questão. Inicialmente o vereador Peninha falou sobre os motivos da reunião enfatizando que se tratava da necessidade da troca dos delegados e policiais civis que estão em Itaituba para quebrar o que considera círculo vicioso, pedindo explicação ao Superintendente sobre o por quê da Polícia efetuar tantas operações, prisões e o índice de criminalidade, principalmente roubo de motos, não diminuir.
Os demais vereadores fizeram breves intervenções concordando com as argumentações do vereador Peninha, de que realmente se faz necessária medidas mais rigorosas para que os bandidos possam ser tirados de circulação, já que seriam sempre os mesmos que aparecem envolvidos nos crimes de roubo de motos, tráfico de drogas, etc.
Ao se pronunciar, o superintendente Ednaldo Silva elencou inúmeras razões que dificultam uma ação mais eficaz pela Polícia, entre elas a mais grave que é a falta de efetivo policial e mais delegados. Ednaldo Silva lembrou o fato de que quando a Polícia Civil acerta 99 vezes e erra uma, ela é cobrada por essa margem pequena de erro e não pelas demais ações positivas. Quanto a possibilidade de transferência dos policias de Itaituba, o Superintendente considerou inviável, porque não teria como fazer a reposição, já que não há sequer pessoas suficientes para vir para Itaituba.  A respeito dos últimos assaltos e roubos, no episódio do envolvimento de Tison e outros elementos considerados de alta periculosidade, Ednaldo Silva criticou o fato do delegado de Juruti ter feito a soltura dos mesmos, quando foram presos por roubo de motos naquela cidade. O Superintendente admite que realmente 2012 entrou com violência exarcebada, mas que está sendo montada estratégia de ações para coibir a criminalidade e principalmente o tráfico de drogas.
Assalto ao BASA de Rurópolis foi financiado por empresários: O comandante do CPR X, Ten. Cel. Josafá, apresentou um relatório sucinto das ações do CPR X sob seu comando, falando sobre dois grandes assaltos que estavam programados para dezembro e que foram frustrados graças a ação preventiva. Revelou aos presentes que o assalto ocorrido ano passado contra o Basa de Rurópolis foi financiado por alguns empresários de Itaituba, que iriam financiar outros roubos, mas não conseguiram. Inclusive, afirmou que os últimos acontecimentos na criminalidade desse ano todos tinham fortes ligações com os planos de assaltos que não ocorreram em Itaituba e que seriam patrocinados também por pessoas de Mato Grosso, Rondônia, Bahia e outras regiões.
O Comandante Militar disse que apesar do efetivo atual em Itaituba ser de 306 militares, ainda é pequeno pela dimensão territorial de nossa região, esclarecendo que o ideal hoje seria o Comando da Polícia Militar em Itaituba disponibilizar pelo menos de 515 pessoas, já que os PM`s são destacados para vários municípios e garimpos da região. Ten. Cel. Josafá disse que das 200 vagas disputadas no último concurso apenas seis pessoas de Itaituba foram aprovadas e que o número poderia ter sido bem maior. Quanto às operações de blitz, elas não são feitas com freqüência, de acordo com o Comandante, porque há uma carência muito grande de oficiais no Comando do 15º BPM de Itaituba e que para isso ocorrer precisa ter sempre um oficial coordenando
Fechando as explanações a respeito de segurança pública, o juiz Gleucival Estevão reiterou que a Justiça de Itaituba não está e jamais esteve insensível ao problema de segurança da população, esclarecendo que quem faz as leis são os deputados e senadores e que ele apenas as aplica de acordo com a Constituição Federal e Código Penal do País. O Juiz aproveitou para explicar aos presentes sobre a nova lei de soltura de presos para evitar o excesso de lotação nos presídios e que agora uma decisão judicial antes de homologar uma prisão precisa fazê-lo com muito critério.
Finalizando a reunião, o autor do pedido da mesma, vereador Cezar Aguiar, elaborou um documento em nome da Câmara que será assinado por todas as autoridades e líderes comunitários presentes e também os vereadores, para ser encaminhado ao Secretário de Segurança Pública do Estado, Delegado Geral e ao governador Simão Jatene, contendo inúmeras reivindicações, entre elas mais efetivo para a Polícia Civil, inauguração o quanto antes do Instituto Médico legal de Itaituba, etc.
Por: Nazareno Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário