Campanha da Fraternidade foi lançada nesta quarta

Campanha da Fraternidade será lançada nesta quarta  O secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Ulrich Steiner, abre, na Quarta-feira de Cinzas, 22, às 14h, na sede da Conferência, em Brasília (DF), a Campanha da Fraternidade-2012. O tema proposto para a Campanha deste ano é “Fraternidade e Saúde Pública” e o lema “Que a saúde se difunda sobre a terra”, tirado do livro do Eclesiástico.

A CF-2012 tem como objetivo geral “refletir sobre a realidade da saúde no Brasil em vista de uma vida saudável, suscitando o espírito fraterno e comunitário das pessoas na atenção aos enfermos e mobiliza por melhoria no sistema público de saúde”.

Em Santarém, a abertura será através de uma celebração Eucarística, na igreja Santo André, no bairro do mesmo nome (grande área da Nova República), às 19h30, presidida pelo bispo Dom Esmeraldo B. de Farias. Esta será a última missa presidida por ele na Diocese antes de viajar para Porto Velho, quando assumirá aquela Arquidiocese.

As demais comunidades realizam, também, nesta quarta a abertura da Campanha. Outras irão fazê-la neste final de semana, sobretudo as do interior.

Para chegar até a igreja de Santo André: Av. Sergio Hen- sentido Nova República. Quando chegar na praça do Skate, dobrar para esquerda, na avenida Monte Alegre – sentido para Curuá-Una. A igreja fica quase no final da Monte Alegre.


O que é?

Realizada desde 1964, a Campanha da Fraternidade mobiliza todas as comunidades católicas do país e procura envolver outros segmentos da sociedade no debate do tema escolhido. São produzidos vários materiais para uso das comunidades com destaque para o texto-base, produzido por uma equipe de especialistas.

A Campanha acontece durante todo o período da Quaresma que, segundo o secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, “é o caminho que nos leva ao encontro do Crucificado-ressuscitado”.

Na apresentação do texto-base, dom Leonardo, eplica que, com esta Campanha da Fraternidade, a Igreja quer sensibilizar as pessoas sobre a “dura realidade de irmãos e irmãs que não têm acesso à assistência de saúde pública condizente com suas necessidades e dignidade”.

Fonte: DOL e Pascom de Santarém

0 comentários:

Postar um comentário