O que esperar dos vereadores em 2012?


  O ano de 2012 promete ser desafiador para os vereadores de Itaituba. É ano político e o eleitor parece estar cada vez mais critico em relação aos seus representantes. Ontem a câmara deu inicio aos trabalhos com a presença de todos os vereadores e ausência do prefeito Walmir Clímaco. Uma cerimônia que seguiu os ritos tradicionais mais já deu o tom dos discursos em ano eleitoral, à oposição solitária de Cezar Aguiar deve continuar com o perfil critico, já a situação liderada pelo experiente peninha  será o pára-choque do governo, o vereador  já adiantou que espera polemicas mais pediu cautela.
 A câmara de Itaituba é um poder independente, mais seus representantes estão cada vez mais ligados ao governo. Dos 11 vereadores apenas um declara oposição incontestável mas a maioria alega que precisa do governo para sustentação.
 Para manter-se em alta com o povo e garantir o retorno em 2012 os vereadores sabem do desafio que terão pela frente.  Mais ainda neste inicio de semestre os vereadores terão que se deparar com uma questão que será definida por eles próprios, o aumentou ou não do numero de vagas na casa que poderá ampliar os representantes do povo e ao mesmo tempo diminuir o salário do edis. 
 Mais o que o povo espera dos vereadores em 2012?  A primeira seção do legislativo recebeu a presença de autoridades políticas, representantes de classe e povo em geral, embora nem todas as seções sejam assim a Partir de agora as atenções se voltam para o plenário, que deve ser palco de muitas polemicas. As palavras ou o silencio  pode ser crucial para quem precisa do apoio popular.  
 A população esta cada vez mais atenta a que trabalha e quem simplesmente ocupa vaga na câmara.  O Senso critico esta falando auto e parece que os eleitores querem mais da casa do povo.
 O ano de 2012 deve ser disputadíssimo no legislativo a insatisfação popular trouxe a tona o desejo de novos representantes. Classes organizadas já se preparam para lançar novos nomes e quem sabe modificar o atual cenário do legislativo.
 O certo é que ate outubro nossos edis terão que fazer sua parte para manter ou reconquistar seu eleitorado, sob pena de serem substituídos e passarem quatro anos expectadores ao invés de protagonistas.  

0 comentários:

Postar um comentário