domingo, 1 de abril de 2012

Policiais civis e militares localizam 2 mil pés de maconha em Novo Repartimento


A Superintendência Regional da Polícia Civil do Lago de Tucurui divulgou nesta sexta-feira, 30, os resultados da operação policial que resultou na localização de uma plantação de maconha em Novo Repartimento, sudeste do Pará. Duas pessoas foram presas em flagrante.
 Ao todo, cerca de dois mil pés de maconha foram apreendidos no local. A localização foi possível após denúncia anônima sobre a existência da erva em uma ilha a cerca de 10 quilômetros da primeira ponte da estrada vicinal que liga a sede do município até a localidade de Vila do Polo Pesqueiro.
Para chegar à região, foi necessário preparar uma operação sob a coordenação do delegado Herbert Renan de Souza, titular da Superintendência, com equipe policial formada por policiais civis e militares. Participaram da operação o delegado Ricardo Oliveira do Rosário, investigadores Carlos Alberto Guimarães de Souza, Marcelino da Silva e Salomão da Silva, junto com o cabo J. Rodrigues, e soldados Santana e R. Ribeiro. A operação teve início na madrugada do último dia 27, quando os agentes deslocaram-se em duas etapas.


A primeira via terrestre em viaturas policiais e a outra em dois "cascos" (pequenas embarcações com motor de popa). No local indicado, por volta de 06:00 horas, os policiais encontraram um barraco de palha e no interior dele foi preso Alcides Alves Lira. Durante revista, foi encontrado um saco plástico com cerca de um quilo de maconha, uma motosserra, uma espingarda de calibre 12 e cinco cartuchos intactos de mesmo calibre. Alcides Alves Lira, em depoimento, alegou que estava apenas tomando conta da terra, que pertenceria a José Porto Pereira, conhecido na região por "José Draga". Após ser flagrado, o acusado indicou aos policiais o local onde estava a plantação da erva.


Os policiais encontraram no local em torno de 2 mil pés da erva. Uma amostra da droga foi apreendida para ser encaminhada à perícia. O resto da plantação foi incinerado no local devido as dificuldades de acesso e meio de transporte. Após refazer o trajeto de volta à zona urbana de Novo Repartimento, uma hora de navegação pelo lago da hidrelétrica de Tucurui e mais 20 minutos por estrada vicinal, os policiais seguiram até a casa de José Draga, localizada na Rua Moçambique, bairro Aparecida.


No entanto, ali o procurado não foi encontrado. O delegado Ricardo do Rosário vai representar pela prisão preventiva dele junto ao Poder Judiciário. Os policiais efetuaram uma revista na casa de Alcides, onde encontraram um saco de plástico com 135 gramas de maconha.


Por conta disso, Maria José dias de Souza, companheira de Alcides, a qual estava na casa, foi presa em flagrante e levada junto com o companheiro para a Dele

Nenhum comentário:

Postar um comentário