segunda-feira, 28 de maio de 2012

Prefeito de Trairão comunica à Comunidade Nova Esperança que esta agora pertence à jurisdição de Itaituba

Na ultima quinta-feira (24) o Prefeito Danilo Miranda, juntamente com os Vereadores, Janete Leal, Toinho, Edigar, Izabel e assessoria Jurídica do Município reuniu participou de uma reunião na Agrovila Nova Esperança para comunicar aos comunitários que recebeu um ofício da Sr.ª. Drª. Vanessa Ramos Couto, Juíza da 34ªZE, comunicando que a referida Comunidade foi desmembrada do Município de Trairão, passando a pertencer à jurisdição do Município de Itaituba. Os mais de 450 eleitores da localidade agora votarão em candidatos de Itaituba e não mais nos de Trairão.
“Viemos aqui, comunicar que nestas eleições vocês não votarão nos candidatos de Trairão e sim nos de Itaituba, ficamos muito tristes com a decisão que nos pegou de surpresa, diante do fato, informamos a vocês que sempre terão o apoio de nossa administração, pois essa é a vila mais próxima da sede e aqui, todos nós temos laços de amizade. O sentimento é da perda de um filho”. Disse o Prefeito ao se pronunciar.
“Nenhuma autoridade de Itaituba sequer veio aqui nos informar, como fica a situação de nossos filhos? Primeiramente deviam ter pelo menos ouvido o povo, pra entrar em uma casa, primeiramente tem que pedir permissão ao dono”. Ressaltou o Presbítero da Igreja Assembleia de Deus, Ariosvaldo Sousa Lima.
“Essa briga territorial ferem nossos sentimentos, não sabemos o porquê essa mudança tão de repente, talvez por ciúmes ou por riquezas, mas o que mais nos revolta é sabermos que Itaituba não vai assumir os concursados que residem na Comunidade, 
temos raízes aqui, como ficam nossos de agora pra frente, é bom que os gestores olhem com carinho por nós. Essa situação é indignante e triste, na emancipação o mapa era diferente, mas mudaram pensando em algum poder político econômico e não pensaram na população e por causa desse erro centenas de famílias pagarão por uma situação que não têm culpa, agora sabemos que para voltar a ser do Trairão vai ser difícil, pois é uma decisão judicial”. Afirmou a professora Laurinete, que mora na comunidade a mais de 35 anos.
A determinação foi resultado de uma ação inteligente e sorrateira da Prefeitura de Itaituba e não agradou nem um pouco aos moradores da vila, que muito temem ficarem abandonados pelo poder público de Itaituba, haja vista nem um político Itaitubense sequer pisou algum dia na Comunidade segundo informam os próprios moradores da localidade. Um dos principais motivos da revolta dos comunitários é que mesmo depois da deliberação, nem uma autoridade de Itaituba os procurou  para esclarecimentos acerca da situação ao menos para dizerem que não ficarão abandonados por Itaituba.
A iniciativa da Prefeitura de Itaituba foi por conta de outra determinação da mesma Juíza, ocorrida no mês passado, transferindo a comunidade do Pimental ao Município de Trairão. Os moradores da Comunidade do Pimental  quiseram e aceitaram numa boa a transferência para jurisdição de Trairão, pois sempre bateram á porta da Prefeitura Municipal de Trairão e continuamente diziam, “Prefeito, somos de Trairão, quando vamos à Itaituba fazer aposentadoria ou tirar algum documento importante, nos dizem que não pode ser tirado, porque nosso território pertence ao Trairão. Por outro lado, os da Agrovila Nova Esperança não querem de forma alguma ser cidadãos Itaitubense, pois segundo os próprios moradores afirmam, em Trairão, além de ser mais perto, o acesso à saúde e á educação com certeza será mais fácil do que em Itaituba.

O imbróglio que promete ser estendido por muito tempo e que deve dar certa dor de cabeça aos gestores dos dois municípios, na verdade é por conta da criação de um segundo mapa no ano de 2005/2006.

Como se vê nas imagens abaixo, até o ano de 2005, os mapas existentes em escolas e documentos trairenses mostrava que a Agrovila Nova Esperança pertence ao Trairão. A partir de 2006 de repente foi criado um novo mapa onde no mesmo aparece um corte e no qual  a referida comunidade já  em território Itaitubense.  Diante de toda essa confusão, surge uma pergunta entre o povo e que não quer calar: quem fez esse segundo mapa, Como foi criado, por quem foi assinada sua aprovação, quem autorizou sua assinatura, como um município tem um mapa por anos e de repente aparece outro excluindo uma comunidade de seu território? Essas são sim, perguntas que têm que ser respondidas aos moradores da Comunidade Nova Esperança (e eles merecem esta resposta), porque ninguém chega a uma cidade, vindo de outro município, faz um novo mapa excluindo comunidade e estradas vicinais sem que alguém sequer não perceba.
Este, é o mapa territorial de Trairão criado na emancipação política do Município, como se vê(nas setas e no círculo), de acordo com esta  carta geográfica, a Comunidade  Nova esperança pertence ao Trairão, agora veja o segundo mapa abaixo(clique nas imagens para ampliar) . 
Esta segunda carta geográfica apareceu em 2005/2006, daqui nasce todo o imbróglio e surgem as indagações de como ele foi criado, quem fez e/ou quem autorizou. Neste mapa, como se vê no círculo e nas setas, a Comunidade da 22 já pertence à Itaituba em função de um funil que adentrou Trairão como que querendo esquartejá nosso Município ao meio.(Os mapas foram cedidos gentilmente ao Portal pela Defesa Civil Municipal)
Outra coisa, os moradores da localidade Nova Esperança merecem no mínimo já que requereram os direitos daquela Comunidade, serem procurados pelas autoridades de Itaituba para uma satisfação e demonstração de apoio àquele povo. Ali, tem seres humanos e não objetos de negócios, e se algum dia vier a acontecer de algum certo morador da 22, for a Itaituba e for mal atendido por alguém do poder público de lá, eu, Alessandro Medeiros signatário desse blog cujo mesmo  tem o total apoio e respeito da população Trairense, farei questão de denunciar aqui no PORTAL TRAIRENSE, algum ou qualquer falta de respeito do poder público direcionado a alguém daquela localidade, porque pelo poder público de Trairão  sempre tiveram a devida atenção e foram bem atendidos, nunca lhe faltaram apoio.
 
Fonte: portaltrairense 

Nenhum comentário:

Postar um comentário