terça-feira, 28 de agosto de 2012

4 PESSOAS SERÃO INDICIADAS POR QUEIMAR HOMEM VIVO EM CASTELOS DOS SONHOS.

Pelo menos quatro pessoas serão indiciadas pela barbárie ocorrida na localidade de Castelo dos Sonhos, distrito do município de Altamira, no oeste paraense. De acordo com o delegado da Polícia Civil local, Artur Braga, cerca de 200 populares lincharam e queimaram o agricultor Paulo Sérgio Pereira da Silva, 32 anos, depois dele ter degolado o enteado de apenas quatro anos, na noite do último sábado (25).

O homem teria discutido com a esposa, Josefa Carolina Leite da Silva, e saído de casa. Quando retornou, apresentando sintomas de embriaguez, tentou agredi-la e destruiu móveis e eletrodomésticos. Bastante alterado, Paulo Sérgio cortou a cabeça de um cachorro e de uma galinha e em seguida bebeu o sangue dos dois animais. “Ele chegou a dizer que o sangue estava muito gostoso”, contou o delegado, com base no relato da esposa de Paulo.


Assustada, Josefa pegou o filho mais velho, de oito anos, e correu em busca de socorro. Quando retornou com os vizinhos, o agricultor já havia degolado o enteado de quatro anos, que estava dormindo.


O homem foi mantido dentro da casa pelos vizinhos até a chegada da polícia, mas ao chegar na delegacia, populares revoltados invadiram a unidade e o arrancaram da cela, iniciando uma sucessão de socos, chutes e pancadas com pedaços de ferro. O linchamento culminou com uma fogueira, na qual Paulo Sérgio foi queimado. O corpo ficou irreconhecível.


A polícia acredita que Paulo Sérgio já estava morto quando foi queimado. “A cabeça dele já estava completamente esmagada e com massa encefálica espalhada, no momento em que foi jogado na fogueira”, disse o delegado. Somente uma necropsia poderia confirmar se a vitima estava morta ou viva ao ser queimada, no entanto, foi feito apenas o procedimento de exame cadavérico para atestar o óbito.


Segundo Artur Braga, o distrito de Castelo dos Sonhos não dispõe de estrutura para fazer a transferência para o Instituto Médico Legal (IML) mais próximo, que fica em Santarém, por isso o corpo já foi liberado para o funeral. O corpo da criança de quatro anos, assassinada pelo agricultor, está sendo velado por familiares nesta segunda-feira (27) e deve ser levado para o estado do Mato Grosso, onde será enterrado.


A REVOLTA

O irmão de Josefa Carolina é apontado pela polícia como um dos principais suspeitos de incitar a população a invadir a delegacia e matar Paulo Sérgio em praça pública. O delegado da cidade declarou que ainda estão sendo feitos levantamentos para identificar outros envolvidos na organização da revolta. “Uma pessoa usou um carro-som para chamar a população para matar o homem”, contou Braga.


Na delegacia de Castelo dos Sonhos, os prejuízos ainda não foram calculados. Inclusive, apenas dois policiais civis e quatro policiais militares compõe o efetivo do distrito. Os moradores depredaram o muro da unidade, quebraram telhas, janelas e o portão. "Na hora, olhamos sem poder fazer nada para impedir a fúria da população", afirmou o delegado. As pessoas indiciadas devem responder tanto pela destruição do patrimônio público quanto pela morte do agricultor.


Fonte: RBATV

Nenhum comentário:

Postar um comentário