Jovem trucidada a golpes de facão em Moraes de Almeida



Pelo menos oito violentos golpes de facão tiraram a vida da jovem Maria Vivian Prata Porto, de 31 anos de idade. Cometido pelo próprio companheiro de Vivian, identificado como Jorge Rodrigues da Cruz, o “Jorge Cowboy”, o crime chocou a opinião pública na comunidade de Moraes de Almeida, a 300 quilômetros de Itaituba, na rodovia BR-163. Segundo relatos da senhora Graça Paiva, parente da vítima, o crime foi brutal, mas já era até previsto por pessoas mais próximas ao casal. “Eles viviam brigando. A filha dela me disse que as brigas chegavam a ser violentas. Nesse dia (sábado, 27), ela decidiu ir lá em casa pedir ajuda. Era tarde da noite e ela não sabia que ele (Jorge Cowboy) vinha atrás dela”, relatou Graça Paiva.

Depois de mais uma violenta briga, Maria Vivian saiu em direção à casa da parente. A certa altura do caminho, ela foi alcançada pelo indivíduo, que estava a pé. “Eles têm moto, mas ele foi a pé porque, com certeza, ela ia ver a luz do farol e se esconder”, supõe Graça Paiva. Inadvertidamente, o assassino passou a golpear Viviane, que não teve chances de defesa. Só na região do pescoço, a jovem recebeu quatro profundos golpes de facão e por pouco não foi decapitada. O restante dos cortes foram nos braços, quadril e pernas. “Ela gritou quatro vezes, mas ninguém pôde ajudar. Quando cheguei ao local, o corpo estava lá, mergulhado numa poça de sangue”, lamenta a Graça.
Após cometer o crime, “Jorge Cowboy” tomou rumo ignorado. O comando do Destacamento da Polícia Militar (DPM) de Moraes de Almeida já comunicou o fato à Seccional Urbana de Itaituba, e, segundo informou o escrivão Raimundo Carvalho, estão sendo realizadas diligências na tentativa de localizar o algoz de Vivian. O delegado José Dias Bezerra preside o inquérito. O corpo da jovem foi sepultado em Itaituba.
fonte;portaltvtapajoara 

0 comentários:

Postar um comentário