terça-feira, 16 de outubro de 2012

Turma do chave cover da calote em crianças no município de Itaituba

Por Jr. Ribeiro - Durante quase uma mês foi anunciado na mídia itaitubense um show da turma do chave cover para o dia 14/10/12 no Ginásio Municipal. Mas o que era para ser um Domingo de diversão para dezenas de crianças se transformou em frustração.


O Show estava marcado para Domingo, 14, com inicio às 20 horas no Ginásio Municipal, os ingressos para o Show foram vendidos em vários pontos da cidade no valor de R$ 15 para arquibancada e 25 para cadeira, o ginásio foi todo ornamentado e preparado para a comédia infantil, mas quando os pais chegaram com seus filhos ao local foram avisados que haveria nenhum Show, segundos alguns pais eles não foram avisados por qual motivo não haveria a apresentação da turma.
 Todos ficaram revoltados com o calote da turma que viria animar a criançada em Itaituba, mas ao invés de animar decepcionou, os pais pediram a devolução do dinheiro, mas a informações na portaria eram desencontradas. No cartaz de divulgação aparece como responsável pelo Show a COMPANHIA TEATRAL AMOR E ARTE DO RÍO DE JANEIRO (20 anos de sucesso) que estaria com uma parceria com um empresário da cidade. Informações extras oficiais dão conta que a turma estaria no município no Domingo, mas devido terem vendido poucos ingressos eles optaram por não se apresentar e não dando nenhuma justificativa.
www.blogdojuniorribeiro.blogspot.com

4 comentários:

  1. Prezados editores do Garimpo de Noticias, meu nome é Vladimir Freire sou um dos integrante do Grupo Amor & Arte, sou o diretor técnico responsável pelo grupo. Venho aqui me comunicar que a informação colocada nesta coluna não confere com a verdade.
    Vou tentar colocar aqui o verdadeiro caso verídico da situação. Fomos contratados por uma empresaria cultural que reside no Rio de janeiro mas leva cultura para o Estado do Pará, para fazermos 3 apresentações no interior do Estado do Pará (Santarem, Altamira e Itaituba), esta, por sua vez, negociou com os produtores culturais da região para executar a operação das apresentações do espetáculo "Uma Estoria Muito Louca do Chaves". Graças ao produtor local, um empresário do ramo de boates/música,a produção na cidade de Altarem já estava um tanto desorganizada, horário programado errado, palco e estrutura para os Atores e para as crianças de má qualidade, mas conseguimos cumprir com a apresentação, em Altamira não foi diferente e por fim, em Itaituba, onde chegamos por volta da 16 h, quando chegamos no local do espetáculo descobrimos que nada estava montado, o ginásio encontrava-se sem estrutura, sem iluminação, sem cadeiras, sem estruturas para as crianças, apenas o som estava sendo montado faltando apenas 3 horas para abertura dos portões, mas, ainda assim conseguimos montar toda a estrutura, não da forma ideal que imaginávamos, mas do jeito melhor que daria para oferecer uma apresentação dígna no mínimo, atendendo assim as espectativas das crianças que já estavam no local. Neste momento, um rapaz da produção me avisou que o produtor local tinha cancelado o show,alegando ter vendido poucos ingressos.Como responsável da equipe no momento, insisti pela apresentação, pois em um grupo teatral o espetáculo não pode parar, tendo 6 ou 600 pessoas em uma pláteia. Porém meu esforço foi inválido, pois o produtor em pessoa ordenou que a equipe local desmontasse o som. Assim como as crianças, nós também fomos lesados, os atores já estavam caracterizados e concentrados. Presenciei crianças chorando e uma irresponsabilidade e covardia de não informar a platéia o que estava ocorrendo, o primeiro que cancelou a apresentação também foi o primeiro a se ausentar do local, fui pessoalmente falar com algumas mães, mas como deve imaginar seria impossível falar com todas. A produtora geral do nosso Grupo espera até agora um acerto financeiro que já estaria combinado antes da viajem mas que não foi cumprido. Organização e responsabilidade são características que nos acompanharam por todas as cidades que passamos em 20 anos de experiência, por isso, através deste simples, mas sincero desabafo, venho mostrar uma outra faceta do que realmente ocorreu e que até agora entristece e envergonha toda a nossa equipe, esperamos uma reparação!

    ResponderExcluir
  2. continuando...
    Vou desquever aqui o nosso roteiro de viagem:
    Saímos de São João de Meriti, baixada do Rio, as 17:30 de van para o Aeroporto do Galeão, 9:00 h estavamos no avião e partimos para viagem mais exóticas, emocionante, arriscada, radical, desafiante, espetácular, impressionante, cansativa de Teatro que já fiz em 12 anos de profissão nesses palcos pelo Brasil a fora.
    Foram 12 horas de Voou, dia 11 partimos ( Rio X SP, Sp X Belem , Belem x Santarem )
    Chegamos em Santarem e lá fizemos uma presentação as 20:30 no Iate Club de Santarem, dia 13 pegamos a BR 230 ( Transamazônica ), mais 8 horas de Barro pisado dentro de uma Van até Altamira , apresentamos as 21 horas no Ginasio da Praça e no ultimo dia (13) mais 8 horas de transamazônica novamente, atravessamos o Rio Xingu de Balsa e chegamos em Itaituba ...
    o resto da história está lá em cima. Ah! e teve a volta! Mais 12 horas de voou em um caos aereo da molesta!!! E dizem que estamos preparados para a Copa!!!!

    Graças a Deus estou em casa, amo tudo isso, amo o que faço!!!


    E para finalizar
    Vou deixar um recado para Todas as crianças de Itaituba, a Turma do Chaves ama todos vocês, temos certeza, com a fé de papai do céu, que vamos voltar em Ataituba e faremos uma GRANDE FESTA!!!!!

    Muito Obrigado
    Estou a disposiçaõ para qualquer esclarecimento.

    ResponderExcluir