sábado, 6 de outubro de 2012

Presos acusados de envolvimento em crime político em Rurópolis

Geovane Pereira, Ivan Lemes e Ivan Junior
Três pessoas acusadas de envolvimento no atentado contra uma candidata, no povoado de Divinópolis, zona rural de Rurópolis, sudoeste do Pará, estão presas. Ivan Pereira Lemes; Ivan Pereira Lemes Junior e Geovane Pereira Lacerda, integrantes da mesma família, foram presos por policiais civis da Superintendência Regional do Tapajós, da 19ª Seccional Urbana de Itaituba e da Delegacia de Rurópolis durante a "Operação Mandioca", realizada, de forma conjunta, entre os dias 1 e 3, na cidade e nas comunidades do interior da região. Segundo o delegado Alexandro Sant'Ana, a residência de uma candidata ao cargo de vereador e de seu marido, atual vereador em Rurópolis, foi alvejada a tiros na madrugada do último dia 1º. A partir desse fato, a operação foi iniciada na região para identificar, localizar e prender os envolvidos no crime. Durante três dias, indícios foram levantados e foram requeridos mandados de busca e apreensão domiciliar nas casas dos acusados. Com os presos, foram encontrados um silenciador de arma de fogo e uma luneta para arma de fogo. Diante da materialidade do crime, o juiz eleitoral de Rurópolis, Vinícius Pedrassoli, homologou as prisões e determinou a transferência imediata dos presos para o Centro de Recuperação Regional de Itaituba, à exceção de Ivan Pereira Lemes, por causa de complicações de saúde.  O preso permanece em Rurópolis em prisão domiciliar. A investigação demonstrou que havia um cunho político-partidário nas ações praticadas contra as vítimas. Assim, os presos foram autuados por crime eleitoral combinado com a posse ilegal de acessórios de arma de fogo. A operação foi realizada pelos delegados Alexandro Sant'Ana e Ariosnaldo Vital, investigadores Hércules, Miguel, Fagner e Marcos Aldrin, e escrivão Ronivaldo, sob a supervisão do delegado Edinaldo Sousa, titular da Superintendência Regional do Tapajós. Com Informações Policia civil do Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário