Nélio: “Maria do Carmo decepcionou população”

Nélio acredita que Alexandre Von fará uma grande administração
Nélio Aguiar nasceu em Santarém, Oeste do Pará. Médico formado pela Universidade Federal Pará (UFPA), em 1993 foi aprovado em concurso nacional para o Ministério do Exército, onde chegou até o posto de Capitão.
Como médico realizou residência médica em Otorrinolaringologia. Ao retornar para Santarém, desenvolveu um trabalho como médico no Hospital Municipal e postos de saúde. Como Secretário de Saúde trabalhou intensamente, realizando diversas obras que mudaram o perfil da saúde no Município, como a implantação do Hemodiálise, Centro de Saúde Jardim Santarém, Centro de Especialização Odontológica (CEO), ampliação do PSM e iniciou a implantação do SAMU e Farmácia Popular.

Nélio esteve Vereador no período de 2009 a fevereiro de 2012. Atualmente é Deputado Estadual pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN), com a missão de lutar pelo desenvolvimento do Oeste do Pará. É membro titular da Comissão de Fiscalização, Financeira e Orçamentária. Nesta entrevista exclusiva para o jornal O Impacto, Nélio Aguiar fala do atual cenário político de Santarém, sua atuação na Assembléia Legislativa do Estado e da sua luta diária pelo desenvolvimento da Região Oeste do Pará. Veja a entrevista:
Jornal O Impacto: É verdade que a pasta da saúde em Santarém será indicação do PMN, pelo apoio que foi dado ao prefeito eleito Alexandre Von?
Nélio Aguiar: Um dos maiores problemas que enfrentamos hoje no município de Santarém é o da assistência à saúde. O prefeito Alexandre Von durante a campanha elegeu como prioridade encarar esse desafio de mudar para melhor o atendimento à nossa população. O nome do Secretário de Saúde será escolhido priorizando qualidades técnicas e competência para enfrentar tamanho desafio e, não simplesmente para atender interesses de partido A, B ou C. Até mesmo porque o apoio do PMN à candidatura do Von não foi condicionado a indicação do Secretário de Saúde.
 Jornal O Impacto: O senhor acredita que Alexandre Von fará um bom governo em Santarém?
Nélio Aguiar: Por toda sua história nesses 24 anos de vida pública, pelo alto nível de conhecimento e experiência que possui acredito que o Alexandre fará um bom governo. Conheço a seriedade e o compromisso que ele tem com o povo de Santarém, por isso, tem o nosso apoio e total confiança para governar bem e colocar Santarém no caminho do desenvolvimento e da prosperidade.
Jornal O Impacto: Como o senhor avalia a derrota do PT e PMDB nas eleições municipais em Santarém e outros municípios da região Oeste?
Nélio Aguiar: O resultado da eleição mostra claramente a insatisfação da população com o atual governo municipal, que nesses oito anos não conseguiu governar de formar transformadora que viesse a atender as necessidades da população na Saúde, na infraestrutura urbana e rural, no trânsito e no desenvolvimento de Santarém. O eleitor avaliou e reprovou o atual modelo de gestão e demonstrou claramente o seu sentimento de mudança.
Jornal O Impacto: Qual sua análise sobre o governo da petista Maria do Carmo, em Santarém, que agora vive seus momentos finais?
Nélio Aguiar: O principal sentimento que fica é de frustração e decepção. A população de Santarém acreditou que o alinhamento nas esferas municipal, estadual e federal iria transformar o nosso Município em canteiro de obras. Isso na prática acabou não acontecendo, muito pelo contrário, prevaleceu uma situação de abandono. Programas importantes como o PAC do Mapiri e do Uruará e o “Minha Casa, Minha Vida” não foram devidamente executados, atrasando a conclusão dessas obras tão importantes para a população, deixando inclusive Santarém para trás em comparação com outros municípios da região. Houve ainda a criação de novas secretarias com objetivo de atender mais o interesse de partidos políticos em detrimento aos interesses da população, o que levou a um inchaço da máquina pública, engessando o governo, comprometendo os recursos para os investimentos necessários para atender as reivindicações da população. Foi um erro fatal que deixou o governo inerte, levando inclusive à paralisação de obras importantes.
Jornal O Impacto: No seu entendimento, a briga pela presidência da Câmara Municipal de Santarém será bastante acirrada ou haverá consenso por um único nome?
Nélio Aguiar: Difícil de prever o desdobramento dessa briga. Com o aumento do número de vereadores de 14 para 21 a dificuldade para se chegar ao consenso aumenta bastante. Acredito na maturidade e no bom senso de cada Vereador para que de forma democrática possam ir até o final desse processo respeitando-se o posicionamento de cada um.
Jornal O Impacto: Na sua opinião, o que está faltando para melhorar a saúde pública em Santarém?
Nélio Aguiar: Uma gestão mais eficiente dos recursos que vem para a Saúde. Nos últimos anos dobraram os recursos do SUS para Santarém e o atendimento piorou. O fortalecimento da atenção básica não passou de discurso, pois na prática a principal estratégia que é o Saúde da Família, que garante a prevenção às doenças, estagnou nesses últimos oito anos. Existe a necessidade da gestão mais eficiente dos recursos que vem para a Saúde; ampliar-se a  estratégia Saúde da Família e o programa Agentes Comunitários de Saúde, valorização dos profissionais de saúde, um política de saúde que possa atrair e fixar mais médicos no nosso Município, integração regional em parceria com a SESPA ajudando os municípios vizinhos na revitalização dos hospitais municipais para que possa aumentar a resolutividade desses municípios evitando o encaminhamento para Santarém.
Jornal O Impacto: A violência em Santarém e na região está aumentando. Qual a avaliação que o senhor faz do trabalho da Polícia? A população pode ser tranquilizada, ou não?
Nélio Aguiar: A segurança pública é responsabilidade de todos nós, passando por uma boa  educação familiar e religiosa. A questão da violência é complexa no mundo inteiro e não passa tão somente pela repressão. Vejo que políticas públicas como a do Pro Paz é um modelo que poderá trazer grandes resultados no sentido de diminuir a criminalidade no nosso Município, juntamente com uma melhor condição  de trabalho para os  delegados e investigadores da Polícia Civil, uma melhor estruturação do Centro de Perícias Científicas (CPC) e um melhor aparelhamento da Polícia Militar com a aquisição de motocicletas, carros, bicicletas e helicóptero irá contribuir com o combate a violência no nosso Município, para que possamos retomar assim o sentimento de viver com tranqüilidade e segurança.
Jornal O Impacto: Cite quais as maiores dificuldades que pode enfrentar um político da região Oeste do Pará, na Assembléia Legislativa?
Nélio Aguiar: Em primeiro lugar a enorme distância existente entre a base que a gente representa e a nossa capital, dificultando assim as cobranças do povo em relação ao seu representante. Falta também superarmos  as diferenças partidárias para que a atuação do político da região não seja de forma individual e sim em forma de um bloco suprapartidário, comprometido com as bandeiras do povo da nossa região.
Jornal O Impacto: Temos observado que o deputado Nélio Aguiar tem trabalhado muito para trazer benefícios a Santarém e municípios da região. Quais são esses projetos?
Nélio Aguiar: Temos defendido principalmente a integração regional e a presença do Governo do Estado na região Oeste do Pará. Nesse sentido, o nosso trabalho na ALEPA como representante do povo da nossa região, juntamente com outros colegas deputados, é lutar por obras e ações que venham atender os anseios da população, como por exemplo, construção do terminal fluvial de passageiros, ampliação do número de leitos de UTI do Hospital Regional do Baixo Amazonas, o aparelhamento da Polícia Militar, com mais viaturas, motocicletas e até helicóptero, terminal rodoviário, Centro de Polícia Científica (CPC) e Hospital Regional do Tapajós em Itaituba, porto de Santana, asfaltamento da PA que liga Santana a Monte alegre e obras importantes como conclusão do Colosso do Tapajós, Ginásio poli-esportivo e Centro de Convenções, estes últimos que foram incluídos na agenda mínima do Governo do Estado através do empenho de vereadores e deputados da região. Venho defendendo também a criação da Regional de Esporte e Lazer para que possamos levar as políticas públicas para a juventude da nossa região.
Jornal O Impacto: Santarém vive dias de desenvolvimento com a implantação de grandes projetos, principalmente no setor imobiliário. O desenvolvimento desordenado pode causar sérios problemas ambientais ao Município, como o desenvolvido pela empresa Buriti, onde muitos acreditam que acabará com o Lago do Juá?
Nélio Aguiar: Pelo meu conhecimento, existe autorização da Prefeitura de Santarém para implantação desse projeto habitacional pela iniciativa privada, no caso a empresa Buriti que comprou a área da família Correa. Mas, olhando pelos dois lados da moeda do progresso, observamos vantagens e desvantagens. Temos um projeto de forma planejada, que irá oferecer ruas pavimentadas, abastecimento de água e tratamento de esgoto sanitário sem envolver nenhum recurso público. Por outro lado, existe a preocupação da questão ambiental na preservação do Lago do Juá, que inclusive por este motivo a Prefeitura de Santarém alegou na esfera judicial para expulsar a população de baixa renda que ocupava a área, utilizando-se inclusive da violência física para desocupar a área. Então, para que possamos garantir a preservação do Juá, defendo que os limites de área preservada que hoje são de 15 %, simplesmente dobre para 30% para que não tenhamos nenhum problema de assoreamento do Igarapé e Lago do Juá.
Por: Carlos Cruz

0 comentários:

Postar um comentário