N. Progresso: Eleitos já foram diplomados


Na manhã de hoje (07), o prefeito eleito Osvaldo Romanholi (PR) seu vice-prefeito Dr. Juviano (PSC)  e os   vereadores eleitos para a o mandato   de quatro anos 2013 a 2016 foram diplomados pela Justiça Eleitoral de Novo Progresso  no plenário da Câmara Municipal.  O A juiz  da 91ª Zona Eleitoral, Antônio Jose dos Santos, responsável pelas eleições em Novo Progresso, entregou os diplomas aos eleitos com o promotor.

Foram diplomados os seguintes vereadores: Ubiraci Soares (PT), Sebastião Detomin Bueno (PT), Francisco Lanzarin (PMDB), Edmar Oneta (PMDB), Juarez Siviero (PSDB), Magno Costa (PSDB), Luis Helfeistain (PMDB) ,Francisco Souza (PMDB),Eloido (PR). 

A prefeita Madalena Hoffman (PSDB) participou da cerimonia e fez entrega de vários diplomas para os eleitos. 

Na mesma cerimonia foram diplomados todos os suplentes de vereadores (a). 

 

Após a diplomação  os eleitos estão aptos assumir o cargo para qual foram eleito em  1º de Janeiro de 2012.

 

O juiz Dr. Antonio falou em democracia e que a eleição foi tranquila em Novo Progresso. 

O presidente da Câmara, Ubiraci Soares (PT) com empolgação agradeceu os 808 votos e falou que foi eleito pela vontade popular e os méritos é do povo porque ele é do povo e  frisou sobre a importância de saber absorver as críticas durante um mandato. A prefeita Madalena Hoffman (PSDB), agradeceu o povo por ter concedido a ela o mandado de quatro anos e que o munícipio esta indo muito bem  e que a escolha em eleger um novo prefeito foi  feita pelo povo, e  mesmo assim se coloca a disposição para que a partir de 2013 tudo no que for preciso para ajudar no desenvolvimento de Novo Progresso estará a disposição e parabenizou o eleito Osvaldo Romanholi pelo mérito.

O prefeito eleito Osvaldo Romanholi (PR) agradeceu ao povo que o escolheu para ser o prefeito de Novo Progresso, aos companheiros de luta, e que todos os compromissos firmados por ele em campanha vai ser cumpridos dentro do seu mandato.

Osvaldo parabenizou os eleitos e disse acreditar num mandato em perfeita harmonia entre o legislativo e o executivo. 

A cerimônia de diplomação atende resolução Tribunal Superior Eleitoral. 

Em nossa opinião (Jornal Folha do Progresso) a permanência do nome do prefeito e vice-prefeito e dos vereadores na história, vai depender das escolhas individuais e dos atos que refletem na vida dos munícipes dentro do mandato para qual foram eleitos. Fonte: Redação Jornal Folha do Progresso


0 comentários:

Postar um comentário