A juíza da 4ª Vara da Comarca de Altamira, Cristina Collyer Damásio, concedeu nesta sexta-feira (25) tutela antecipada a favor de R.M.V, autorizando judicialmente a interrupção de sua gravidez. A decisão obriga o estado do Pará a promover a transferência da paciente de Altamira paraBelém. Estado tem até 10 dias para cumprir a decisão.
A requerente está gestante de um feto anencefálico, ou seja, que não tem cérebro. Este é o segundo caso de decisão judicial autorizando a interrupção de gravidez no Pará, desde que o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu, no último mês de abril, o direito das mulheres em optar pela interrupção ou não da gravidez de bebês anencéfalos.
A juíza determinou que fosse preservada a identidade da gestante para que ela não venha a sofrer qualquer forma de constrangimento pela opção a ser feita, sob penas da lei. Ela explica que segundo dados da Organização Mundial de Saúde e do Comitê da Associação de Ginecologia e Obstetrícia Americana, a gestação de feto anencéfalo envolve maiores riscos.

Jader apresenta Antonio Rocha como pré-candidato a prefeito de STM
Um público formado em sua maioria de correligionários do PMDB e, acima de tudo, seguidores do senador Jader Barbalho, esteve presente na noite de sexta-feira no plenário da Câmara Municipal de Santarém. No evento, o senador Jader Barbalho “bateu o martelo” e indicou o deputado estadual Antônio Rocha como pré-candidato a prefeito de Santarém.