Gonçalo Ferreira Neto, piloto santareno

O piloto brasileiro [e santareno]  Gonçalo Ferreira Lima Neto abandonou um avião de matrícula equatoriana em uma pista de pouso ilegal na selva da Guiana e está desaparecido, após ter decolado de um aeroporto local, informaram as autoridades nesta segunda-feira.

Gonçalo Lima Neto havia decolado do aeroporto municipal Ogle, na Guiana, no final da tarde de domingo, e duas horas depois perdeu contato com o controle aéreo local, deflagrando uma intensa busca das autoridades.


Pelo menos oito violentos golpes de facão tiraram a vida da jovem Maria Vivian Prata Porto, de 31 anos de idade. Cometido pelo próprio companheiro de Vivian, identificado como Jorge Rodrigues da Cruz, o “Jorge Cowboy”, o crime chocou a opinião pública na comunidade de Moraes de Almeida, a 300 quilômetros de Itaituba, na rodovia BR-163. Segundo relatos da senhora Graça Paiva, parente da vítima, o crime foi brutal, mas já era até previsto por pessoas mais próximas ao casal. “Eles viviam brigando. A filha dela me disse que as brigas chegavam a ser violentas. Nesse dia (sábado, 27), ela decidiu ir lá em casa pedir ajuda. Era tarde da noite e ela não sabia que ele (Jorge Cowboy) vinha atrás dela”, relatou Graça Paiva.