Jacareacanga se destaca de novo na crônica policial. Dessa vez com um crime de estupro ocorrido dia 1º deste mês, onde o acusado é o carnavalesco e pedagogo conhecido por Temaco.

 O acusado Altemar Gomes Prata, de 38 anos, pedagogo, estava exercendo a função de coordenador pedagógico da Escola Municipal de Ensino Fundamental Carmem Valente da Silva. De acordo com a versão da vítima em depoimento, G.C.C, relata que no dia 1º de novembro por voltas das 15 horas, foi levar na residência de Altemar um chapéu para ser decorado com penas e plumas, uma vez que a vítima iria participar de um evento cultural na escola, fantasiado de Chacrinha.

Imagem Globo News
No II Seminário de Jornalismo e de Mídia Training do Oeste do Pará você vai falar sobre Ética e Jornalismo – Fronteiras da Cidadania. Como aplicar a ética jornalística no noticiário político tão adverso de Brasília?
Cristina Serra: Antes de qualquer coisa, a ética está dentro de cada um de nós, como pessoas e profissionais. Se você me perguntar sobre o código de ética jornalística, nem saberia te dizer o que consta em todos os artigos.


Ainda envolto em mistério, a morte Mauro Luís Borges dos Santos, 30 anos, e Jéssica Gomes Campos, de 18 anos, é um daqueles crimes que desafiam a polícia. Mais de dez dias depois do duplo homicídio que chocou a sociedade santarena e tirou o sossego dos moradores de Alter do Chão, os autores dessa barbárie ainda não foram identificados.


A família de Mauro clama por justiça. Parentes e amigos do rapaz não se conformam com a forma brutal com que ele foi assassinado.