domingo, 17 de março de 2013

Operação leva a prisões e apreensões de armas e munição em Trairão

Del. Alexandro Napoleão
Uma investigação de crime de homicídio resultou nas prisões em flagrante de três pessoas, na apreensão de duas armas de fogo e nove munições, em Trairão, oeste do Pará. A operação, denominada "Barba Negra", foi realizada na terça-feira, 12, por policiais civis da Seccional Urbana de Itaituba como resultado das decretações de seis mandados de busca e apreensão domiciliar expedidos pelo Poder Judiciário.
As investigações conduzidas pelo delegado Alexandro Sant'Ana apontaram os suspeitos da autoria do homicídio qualificado praticado contra Antônio André Feline, que era conhecido como “Gauchão Barbudo”. 
Dois deles foram presos - Ariolindo de Castro e Ricardo Gomes Carvalho - na operação. Seledis Soares Rodrigues, esposa de outro suspeito ainda foragido, foi flagrada guardando armamento e munição em casa, durante a operação. Conforme o delegado, os outros indiciados no inquérito são Ruberto Siqueira da Cunha; Claudemir Malaquias Freire; José Ferreira Santiago, marido de Seledis, e Manuel Furtado.
A operação policial contou com o deslocamento de duas viaturas até a cidade de Trairão. Foram apreendidas nas residências de José Ferreira Santiago, Ariolindo de Castro e Ricardo Gomes Carvalho, uma espingarda calibre .20; nove cartuchos calibre .20; uma espingarda calibre .20 e um cinturão porta cartuchos calibre .20. Eles foram autuados em flagrante.
O suspeito José Ferreira Santiago, segundo informações, fugiu para uma região de garimpo em Itaituba. Todos os conduzidos foram autuados de acordo com o artigo 12, da Lei 10.826/03, por posse ilegal de arma de fogo e munição de uso permitido. Participaram da operação policial o delegado Alexandro Sant'Ana, e os investigadores Valdinei Lobo; Benedito Fortunato, e escrivães Jaime Silveira e Bibiano Vinholte.
agencia pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário