quarta-feira, 13 de março de 2013

Polícia transfere para Santarém 3 acusados de matar taxista



A Polícia Civil transferiu para Santarém os três acusados que foram presos em Uruará, oeste do Pará, pela participação na morte de um taxista, ocorrida na semana passada.

Edvaldo de Paula Silva, de 48 anos; Alan Diego de Sousa, de 21 anos; e Isaac José Serrão, de 22 anos, chegaram a Santarém na tarde desta terça-feira (12) e foram encaminhados ao Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura, na comunidade Cucurunã. 

Os três foram presos na manhã de segunda-feira (11) em Uruará, após a polícia localizar o táxi da vítima que já havia sido vendido para uma oficina.

Dois acusados foram presos ainda na segunda-feira em Santarém. Marciano Konrad Rodrigues e Leidivaldo Parente de Sá também foram encaminhados à penitenciária de Cucurunã.

Todos os cinco acusados irão responder por formação de quadrilha e latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Três adolescentes, com quem o carro do taxista foi encontrado, vão responder por crime de receptação.

O delegado de Uruará já autuou os menores por ato infracional e os responsáveis por eles deverão responder ao inquérito policial também por formação de quadrilha.


Marciano Konrad Rodrigues, Leidivaldo Parente de Sá [presos em Santarém], Edvaldo de Paula Silva, Isaac José Serrão e Alan Diego de Sousa [presos em Uruará](Foto: Karla Lima)



O caso
O taxista Antonio Vicente Filho, de 59 anos, foi visto com vida pela última vez no dia 6 de março, quarta-feira. O corpo dele foi encontrado na última sexta-feira (8), em uma plantação, no município de Mojuí dos Campos, a 37 quilômetros de Santarém.


Corpo foi encontrado na comunidade Palhal, em Mojuí dos Campos (Foto: Reprodução/TV Tapajós)


Antonio Vicente Filho tinha 59 anos (Foto: Arquivo Pessoal)



Após cometer o crime, os bandidos fugiram no carro da vítima. Eles levaram dinheiro, o relógio e o telefone celular. O taxista foi enterrado no último sábado (9).

Redação Notapajos

Nenhum comentário:

Postar um comentário