Jatene reassume amanhã o governo do Estado

O governador Simão Jatene reassumirá o cargo amanhã, após 30 dias de licença médica. Em 27 de fevereiro, ele foi submetido a um procedimento cirúrgico, em São Paulo, para desobstruir uma artéria do coração. A licença foi autorizada pela Assembleia Legislativa do Pará. O vice-governador Helenilson Pontes exerceu o cargo nesse período. Na volta ao batente, Jatene encara a tarefa de nomear o novo procurador geral de Justiça, dentre a lista de dois nomes enviada pelo Ministério Público do Estado. Outro desafio será a confirmação do novo líder da base aliada no Legislativo.
A volta de Jatene foi confirmada ontem pela Secretaria de Estado de Comunicação (Secom). Aos 63 anos, ele tem pressão alta e foi submetido a cateterismo para a colocação de um stent, pequeno dispositivo que expande a artéria obstruída do coração, possibilitando a normalização do fluxo sanguíneo. O tucano já tinha feito o mesmo procedimento antes, com o primeiro stent tendo sido colocado em 1999 e outros dois em 2009. O governador passou alguns dias da licença em São Paulo e voltou ao Pará. Na semana passada, Jatene fez a primeira aparição pública, pós-cirurgia, no lançamento do Pacto Estadual pela Educação, no Hangar, no último dia 26. Jatene passou o feriado da Semana Santa no balneário de Salinópolis, segundo fonte oficial.
A agenda de Jatene será normal, de acordo com a Secom, que não ter antecipou detalhes dos compromissos do governador. Na quinta-feira, 4, Jatene terá uma reunião com o líder do PSDB na Alepa, deputado José Megale, no Palácio dos Despachos, para discutir a designação do cargo de líder da base de governo, conforme antecipou o próprio deputado. A tarefa tem sido acumulada por Megale desde 1 de fevereiro, quando o antigo líder, deputado Márcio Miranda (DEM), assumiu a presidência da Assembleia. Na sexta-feira, 5, está prevista a nomeação do novo procurador geral de Justiça para os próximos dois anos. Jatene deverá escolher entre os procuradores de Justiça Marcos Antônio Ferreira das Neves e Ubiragilda Silva Pimentel, os quais, em eleição interna do Ministério Público do Estado, no último dia 15, obtiveram 193 e 105 votos, respectivamente.
oliberal 

0 comentários:

Postar um comentário