Ato público contra a ação do IBAMA reúne mais de 1000 pessoas no centro da cidade de Novo Progresso


Concentração reúne mais de 1000 pessoas no centro da cidade de Novo Progresso.

 Animadas muitas pessoas enfrentaram o sol quente na tarde desta terça-feira (28/05), para participar do evento, popular organizado pelo Senhor IZIDIO SETTER, de 59 anos, que segundo ele foi alvo de ação brutal do IBAMA, em uma Vicinal onde teve sua moto e caminhão queimados pelos agentes do órgão em Novo Progresso.

A tarde desta terça-feira (28/05) foi movimentada o centro da cidade de Novo Progresso, mais de  mil pessoas se juntaram para um manifesto contra as ações do IBAMA em tear fogo em caminhão e outros objetos encontrados em fiscalização na região de Novo Progresso.


Seu Izidio afirma ter sido vitima da ação cruel dos agentes federais, que queimaram seu veiculo, que é próprio para carregar madeira em tora, mas no momento da abordagem não tinha nenhum carregamento no veiculo, que foi incendiado pelos fiscais, denuncia.

Autoridades públicas, civis, religiosas e militares e integrantes de movimentos da sociedade civil organizada, compareceram e fizeram questão de reforçar o apoio às ações considerada por muitos como “vandalismo” realizado pelos fiscais do IBAMA, na região.

Manifestações

Com aparelho de som instalado no entroncamento da Avenida Jamanxin com a Orival Prazeres , foi liberado para os que quisessem falar, muitos com os ânimos exaltados, xingaram, entre outros com propostas mais sérias, tipo juntar força politica para impedir as ações do órgão ambiental na região.

Além da manifestação popular, uma série de manifestações de repúdio ao órgão do governo federal autorizado a fiscalizar o meio ambiente no país, outros  representantes das instituições organizadoras do evento, por representantes da classe política, dos movimentos sociais e da sociedade se pronunciaram, sem propostas para arrancar aplauso do público.

Anfitrião do evento, senhor IZIDIO SETTER, de 59 anos, usava o tempo todo um colete com o seguinte dizer; ”O IBAMA DISTRUIU MINHA FERRAMENTA DE TRABALHO” Hoje fui eu amanha pode ser você!

Esta não é a maior mobilização que já aconteceu, outras maiores aconteceram até helicóptero do IBAMA foi amarrado pelos pecuaristas, mas nada resolveu.

A classe politica, as entidades organizadas, vem perdendo forças contra o meio ambiente,  sobretudo pela participação popular.  O combate ao desmatamento e extração ilegal de madeira é o principal foco do órgão ambiental na região, e os índices recentemente divulgados, mostra o crescimento do desmate no município e na região , onde com certeza teremos uma ação mais forte daqui para frente.

Fonte: Redação Jornal Folha do Progresso/Fotos: Folha do Progresso/Facebook

0 comentários:

Postar um comentário