Polícia Civil flagra dupla por receptação de moto roubada em Rurópolis

A Polícia Civil autuou em flagrante, por receptação de moto roubada, o autônomo Wellington do Nascimento Castro, 25 anos, amazonense, e o oleiro Bruno Pereira Lima, 24, paraense. Os dois foram flagrados, em Rurópolis, oeste do Pará, por uma guarnição da Polícia Militar sob comando do cabo Everaldo Vieira da Silva, de posse do veículo roubado em Santarém, na mesma região. A dupla estava em uma feira livre de posse do veículo modelo Honda Bros, cor preta. A moto está com registro de roubo feito no dia 5 de abril deste ano.
A dupla foi apresentada ao delegado Ariosnaldo da Silva Vital Filho, titular da Delegacia de Rurópolis. Durante o interrogatório, os acusados negaram qualquer participação no crime, mas entraram em contradição ao detalhar como adquiriram o veículo. "Eles falaram apenas que a moto teria sido adquirida no município de Rurópolis por um terceiro homem, o qual já foi identificado pela polícia para prestar depoimento", explica o delegado. Segundo o policial civil, a conduta dos indiciados foi enquadrada no artigo 180, do Código Penal, e as peças do flagrante já foram encaminhadas para o fórum local para apreciação do Poder Judiciário. O caso ainda não está encerrado, pois a Polícia Civil prossegue as investigações. A vítima do roubo já foi localizada em Santarém para reaver o veículo.
MOTO APREENDIDA No último dia 30 de abril, policiais militares apreenderam e apresentaram na Delegacia de Rurópolis uma motocicleta Honda Pop 100, cor vermelha, sem placa, com descarga adulterada. O veículo foi identificado como um dos veículos que era usado para fazer arruaça, com estouros de bombinhas nas ruas da cidade, durante a queda de energia elétrica que assolou a cidade, por volta de 20:30. O fato foi comunicado ao delegado Ariosnaldo da Silva Vital Filho que instaurou inquérito policial para apurar, em tese, o crime ambiental de perturbação ao sossego alheio. A motocicleta está apreendida. Outros envolvidos no crime já tiveram os nomes denunciados na Delegacia e serão intimados para prestar depoimentos. A pessoa que estava jogando as bombinhas também teve seu nome levantado para prestar esclarecimentos. As Polícias Civil e Militar trabalham para identificar os demais arruaceiros e coibir práticas de vandalismo na cidade. Na Delegacia, o proprietário da motocicleta negou a participação na ocorrência noturna sob alegação de que teve a moto usada indevidamente sem sua autorização. Com informações PC-Pá

0 comentários:

Postar um comentário