sexta-feira, 14 de junho de 2013

Depois de protesto sede da Funai em Brasília, munduruku retornam a Jacareacanga

Os Munduruku chegando a Jacareacanga
Oitenta índios da etnia Munduruku chegaram nesta  quinta-feira (13)a tarde  em Jacareacanga em dois aviões da Força Aérea Brasileira. Os munduruku ocuparam o prédio principal da Funai desde a última segunda (10). Eles chegaram a Brasília na terça-feira da semana passada para participar de reunião na Secretaria-Geral da Presidência. O grupo é contra a construção de usinas hidrelétricas na Amazônia e pede para ser ouvido sobre as obras.
  
A retirada dos índios foi decidida na tarde desta quarta, segundo a Funai. À noite, o grupo se reuniu com a presidente da Funai, Maria Augusta Assirati, e com a diretoria colegiada do órgão. Na quarta (12), a ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, afirmou que o governo “respeita” os índios, mas destacou que as obras para instalação de novas usinas hidrelétricas serão “executadas”, mesmo sob contrariedade de comunidades indígenas.

Os indígenas pedem para ser ouvidos pelo governo em consulta pública sobre os impactos ambientais que serão provados por três grandes empreendimentos: hidrelétrica de Belo Monte, no rio Kingu (Pará); hidrelétrica Teles Pires, no rio Teles Pires (Mato Grosso do Sul) e o Complexo Hidrelétrico de Tapajós, no Rio Tapajós (Pará).

Nenhum comentário:

Postar um comentário