domingo, 1 de setembro de 2013

Em 15 dias, avião de US$ 2 mi tem cinco reservas no Brasil

O preço do novo Caravan parte de US$ 2,149 milhões, podendo chegar até US$ 2,9 milhões conforme a personalização



“Agora o Caravan tem a versão 'turbinada' e de fábrica. Vendemos uma unidade na feira em agosto e a procura está sendo muito grande. Já temos cinco reservas desde o lançamento oficial”, afirmou Humberto Vinhaes, gerente de vendas da TAM.

O preço do novo Caravan parte de US$ 2,149 milhões, podendo chegar até US$ 2,9 milhões conforme a personalização, dependendo da função que o avião irá exercer. Segundo Vinhaes, trata-se de um modelo multi-função. “Existe a versão anfíbio, aeromédica, existem versões modificadas para fazer aerofotogametria, aerolevantamento, e todo esse tipo de análise sensorial, de solo. Existem versões executivas, com poltronas extensas, que reclinam a 180º, além de também existir só o cargueiro”, explicou o representante da TAM.

O monomotor turbo-hélice pode levar até nove passageiros, sem escalas, de São Paulo a Cuiabá. Além disso, a aeronave tem capacidade de pousar e decolar em pistas curtas (426 m) e adversas, como em campos gramados ou de terra. Agora impulsionado por um novo e mais potente motor, o Grand Caravan EX pode chegar a 361 km/h na velocidade máxima de cruzeiro e atingir até 25 mil pés de altitude. “O avião é um trator no ponto de vista de potência”, brincou Vinhaes.

Custo
“A manutenção varia muito dependendo do operador. Ele tem um consumo de aproximadamente 180 litros em média. Porém, cada empresa tem um preço com distribuidores de combustível. No caso do táxi aéreo, que tem negociações melhores que os privados, em uma média bem grosseira, para você decolar gastará cerca de R$ 900 a hora de voo, apenas de custo de combustível. Já o custo de manutenção vai depender de cada operador, do desgaste da aeronave e onde ela trafega”, explicou.

O perfil de clientes que optam pela compra do Caravan é bem variado, segundo o representante da TAM. Um deles é o corporativo, como o fazendeiro, o empresário que precisa levar a família em um avião forte. Outro perfil é o governamental, que é o transporte de tropa e operação logística. Caravans já foram vendidos para o governo dos Estados do Pará, Bahia, Paraná, Polícia Rodoviária Federal e Força Aérea Brasileira. Já o último segmento é o táxi aéreo, que vê neste avião uma forma de rentabilizar com baixo custo, muita carga e possibilidade de operar em praticamente todos os aeródromos homologados do Brasil.

Quando questionado sobre o que valeria mais a pena, um jato ou um Caravan, Vinhaes acredita que depende muito do perfil do cliente.

“É uma questão de missão. O jato é uma solução fantástica de deslocamento e muito rápida com um custo operacional mais caro. Você não consegue, com um jato, pousar numa pista como um Caravan, mas no Caravan não consegue a velocidade de um jato. Se tiver que ir de São Paulo a Manaus no Caravan terá que parar para abastecer, já no jato não. Mas no Caravan você não precisa passar pela burocracia e chateação”, disse.

Par adquirir o Grand Caravan EX, é possível fazer alguns tipos de financiamento, seja por leasing ou empréstimo, “dependendo da estrutura do cliente”, como explica Vinhaes. “Temos inúmeras formas de assistir o cliente no sentido de criar uma estrutura de aquisição, seja ela de importação, financiamento. A maioria usa a financeira da Cessna (fabricante da aeronave)”.


Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário