CELPA reunião com a Câmara para tratar de problemas de energia


Começou como uma reunião ordinária de terça-feira, com a leitura dos documentos enviados para a Casa de Leis. Porém, após o registro da presença de representantes da Equatorial/Celpa deu-se início a uma discussão que durou alguns minutos.

A secretária, vereadora Célia Martins leu um ofício enviado pela Celpa, em resposta a um convite endereçado pela Mesa Diretora para que a empresa fosse até o Parlamento Municipal para das esclarecimentos a respeito do andamento do programa Luz Para Todos, bem como sobre os problemas que a sede do município enfrentar há muitos meses por causa da qualidade ruim da energia elétrica fornecida pela concessionária.

Após idas e vindas, o presidente Wescley Tomaz deu a sessão ordinária por encerrada, iniciando-se imediatamente uma sessão especial com a presença na mesa, do diretor executivo de relacionamento da Celpa, Alexandre Ferreira de Freitas, chefe do setor de leitura regional, Paulo Ivan Tenório, gerente de relações com o cliente, em Itaituba, Jeovan Venâncio Chagas e Wesley Sena, diretor de iluminação pública da Prefeitura de Itaituba, na ocasião, representando a prefeita Eliene Nunes.

Também foi convidado para a mesa dos trabalhos, o prefeito Olinaldo Cardoso (Fuzica), de Aveiro.

A maior parte do tempo foi gasto com a discussão do prosseguimento do programa Luz Para Todos, pois todos os vereadores tem eleitores também no interior, os quais tem cobrado muito essa questão.

Alexandre falou em nome da Equatorial/Celpa, começando por explicar que a empresa vive um novo momento no Pará, depois que a empresa Rede quebrou, pedindo recuperação judicial, cujo prazo estabelecido é de cinco anos, mas, que a nova controladora quer concluir antes.

O Grupo Gestor do Programa Luz Para Todos decidiu mudar alguns critérios do programa. Agora, o município que tem menos etapas atendidas tem prioridade. Itaituba, por exemplo, onde o programa está atrasado, vai ter obras em um número considerável de comunidades.

O vereador Isaac Dias questionou Alexandre Freitas a respeito de vários nomes de locais que estão incluídos para serem contemplados com energia elétrica, os quais não são conhecidos. Entre esses estão nomes de diversos ramais com nomes de fazendas ou de fazendeiros, e ramais com nomes de pessoas, que não são do conhecimento dos vereadores, ou da população em geral.

Alexandre explicou que a Celpa apenas executa o programa que lhe é entregue pelo Comitê Gestor, não tendo a empresa concessionária nenhuma ingerência sobre quem entra ou quem fica de fora do programa.

Por causa dessa dúvida, Isaac ficou de dar entrada em um requerimento, provavelmente, na sessão de amanhã, quarta, o qual deverá ser encaminhado para o Comitê Gestor, a fim de que o mesmo esclareça que locais são esses, onde ficam e quantas famílias moram em cada um deles.
Alexandre chamou atenção para a necessidade das prefeituras dos municípios contemplados fazerem sua parte, mantendo as vicinais trafegáveis para que a empresa Raio de Luz, responsável pela execução dos trabalhos possa levar os postes e os demais materiais até as comunidades.
por Jota Parente 

0 comentários:

Postar um comentário