O deputado federal Dudimar Paxiuba (PSDB) mais uma vez disparou sua metralhadora. Depois de gerar polemica no setor mineral e deixar moradores do projeto minha casa minha vida inseguros, o deputado resolveu  voltar sua atenção para os profissionais de imprensa. Dudimar usou seu discurso na posse de diretores e secretários de Eliene para bater de frente contra a imprensa local deixando dezenas de  profissionais da área que estavam no local surpresos. Paxiuba parece estar incomodado com o trabalho da imprensa na cobertura de seu mandato em Brasília, principalmente  em relação aos discursos polêmicos que geraram um reflexo negativo a imagem do advogado que tornou 1º suplente de seu partido e mais recentemente assumiu a vaga de dep. Federal em definitivo. Segundo jornalistas que estavam presentes na cerimônia, ele acabou fazendo serias denuncias contra  profissionais da classe, deixando os jornalistas locais insatisfeitos, Dudimar também acusou emissoras locais de não possuírem registro nos órgãos de fiscalização federal como a ANATEL, fato que foi desmentido pelos diretores de emissoras de televisão Itaitubense.

  Em muitas cidades onde houve troca de governo o prefeito eleito realizou o tradicional mutirão de limpeza, medida paliativa e  pirotécnica para minimizar os problemas da cidade e estimular o eleitor. Porem, em Itaituba a prefeita Eliene Nunes e seu secretario nomeado parece ter dificuldade em iniciar os serviços alegando sucateamento do patrimônio público. SEMINFRA E SEMED já anunciaram que terão dificuldades para o primeiro semestre deste ano.  A própria prefeita também reclamou de uma transição maquiada e da realidade das secretarias municipais. Mas, ate o momento à equipe de eliene não declarou se vai solicitar autoria na prefeitura, a prefeita chamou lideranças comunitárias e vereadores para acompanhá-la na visita as instituições publicas municipais com o objetivo de ganhar solidariedade e paciência da comunidade. Ao que parece a população terá que ter paciência e a prefeita terá que se esforçar para fazer valer o seu bordão político “eu sei como fazer e vou fazer”.
Já que o processo de transição não ocorreu como era previsto, devido violação e falta de interesse por parte da ex-prefeita Madalena Hoffman (PSDB),  que já esta respondendo na justiça por mais essa falha e pagando uma multa de R$ 2.000,00 (dois mil reais) por dia, por não ter entregue os documentos para a equipe de transição.O prefeito Osvaldo Romanholi (PR), já articula para iniciar uma mega auditoria, afim de saber a real situação financeira da Prefeitura Municipal. Além disso, a partir daí será dado início ao choque de gestão.