Hilton Aguiar
Hilton Aguiar
Considerado o destaque em trabalhos desenvolvidos na Assembléia Legislativa do Pará (Alepa) a favor da população do Oeste paraense, o deputado estadual Hilton Aguiar (PSC) criticou a administração municipal de Itaituba, no Oeste do Pará e disse que o governo da prefeita Eliene Nunes é deficiente.
Em contato com nossa reportagem, o deputado Hilton Aguiar falou dos projetos apresentados por ele na Alepa e destacou as principais conquistas junto ao governo do Estado. Ele também abordou temas como segurança pública, saúde, infraestrutura e eleições.
O Ministério Público de Itaituba, encaminhou na manhã na ultima quinta-feira (04) a Câmara Municipal, documentação pedindo para os vereadores abrirem uma comissão para apurar possíveis irregularidades praticadas pela prefeita de Itaituba Eliene Nunes, com dispensa de licitação.
O MP alega no documento, que a prefeita de Itaituba abusou de dispensa de licitação, entre elas, realizou a dispensa de licitação de nº 028/2013, publicada no diário oficial do estado no dia 2 de abril, para contratar a empresa construtora D’Almeida.
Elementos não identificados atearam fogo em um veículo gol que estava parado na garagem da casa da dona. Os elementos quebraram o vidro traseiro do carro e o incendiaram, não restando praticamente nada aproveitável. A proprietária que estava no interior foi informada por volta do meio dia de hoje. Uma guarnição da Polícia Militar, comandada pelo SGT Cajado, esteve no local fazendo os primeiros levantamentos sobre o fato. 


de rotapolicialdeitaituba
Promotor Público Maurin Vergolino
O Promotor Público Maurin Lameira Vergolino deverá chegar nesta segunda feira feira(08) a Itaituba para assumir o cargo de titular da Segunda Promotoria do Ministério Público desta Comarca.
Maurin Vergolino atuou no Ministério Público de Itaituba no ano de 2011, quando efetuou a detenção do ex secretário de Saúde e atual vereador Manoel Diniz, e ainda, juntamente com os Promotores Antonio Cardoso Dias e Magdalena Torres, solicitou o afastamento do então prefeito Valmir Climaco, acusado de improbidade administrativa.