Dom Vilmar Fantin
Dom Vilmar FantinO projeto do Governo Federal de implantação de cerca de 07 usinas hidrelétricas na bacia do Rio Tapajós continua gerando polêmica nas regiões Oeste e Sudoeste do Pará. Na semana passada, uma carta escrita pelo Bispo da prelazia de Itaituba, Dom Vilmar Fantin, denunciou uso do nome da Igreja Católica, na aldeia indígena Munduruku, pela educadora Ana Laíde.
O Bispo declarou na carta que a educadora não tem autorização da Igreja Católica para trabalhar na Aldeia Munduruku. A declaração do Bispo Vilmar Fantin dividiu opiniões tanto em Itaituba quanto em Jacareacanga. No último final de semana, dezenas de entidades divulgaram nota manifestando apoio à educadora Ana Laíde.