Começou como uma reunião ordinária de terça-feira, com a leitura dos documentos enviados para a Casa de Leis. Porém, após o registro da presença de representantes da Equatorial/Celpa deu-se início a uma discussão que durou alguns minutos.

A secretária, vereadora Célia Martins leu um ofício enviado pela Celpa, em resposta a um convite endereçado pela Mesa Diretora para que a empresa fosse até o Parlamento Municipal para das esclarecimentos a respeito do andamento do programa Luz Para Todos, bem como sobre os problemas que a sede do município enfrentar há muitos meses por causa da qualidade ruim da energia elétrica fornecida pela concessionária.
Prefeita Eliene Nunes
Prefeita Eliene NunesA reclamação vem dos usuários da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Itaituba, que denunciam a cobrança de taxas ilegalmente praticadas pela Prefeitura. Segundo a denúncia, a SEMA municipal aumentou, sem autorização legislativa, os valores a serem pagos pela licença ambiental. Antes, o valor cobrado pela Licença Ambiental era de R$ 1.899,00. Agora, é cobrado R$ 1.899,00 por PLG-Permissão de Lavra Garimpeira. Ou seja: no caso, como o Município tem autonomia para licenciar até 300 hectares, que significa até 6 PLG de 50 hectares cada uma, a Prefeitura passou a cobrar por PLG o valor de R$ 1.899,00. No caso de 6 PLG, dentro de uma licença ambiental, o requerente terá que pagar o valor R$ 11.394,00.


1Os levantamentos realizados através do Serviço Geológico do Brasil-CPRM  nas áreas de risco no Distrito de Miritituba resultou na visita de uma equipe do Ministério da Integração  do Governo Federal. Os bairros Companhia das Docas e Buritizal já estão sendo mapeados pelos Geólogos que fazem  o contado direto com as famílias que ali residem.  E a Defesa Civil do Município também está acompanhando tudo de perto este trabalho, pois antes que as chuvas se intensifiquem  essas famílias deverão ser realocadas para outras áreas.
Foi comunicado na tarde de sexta feira, 22, na Delegacia da mulher de Itaituba (comandada pela Delegada Dr. Suélem Costa) o estupro de uma criança de 07 anos de idade, que teria acontecido dentro do banheiro de uma escola publica do município.     Segundo a Delegada, ela foi procurada pelos pais da menor de 07 anos de idade, que estavam acompanhados de uma conselheira tutelar, para relatar sobre o estupro da criança de 07 anos. Foi relatado a Delegada que o estupro aconteceu dentro do banheiro da Escola Haroldo Veloso, localizada no Bairro da Floresta, no período da manhã.