Triplo homicídio choca população de Itaituba

 
Dr. Leda, Hanna e Taynara( foto. blog do Jr. Ribeiro)
O crime aconteceu em uma loja localizada no centro comercial de Itaituba. Um triplo homicídio que chocou os moradores da cidade de Itaituba pelo requinte de crueldade do assassino. A advogada Leda Marta Lucyck dos Santos, de 40 anos de idade, sua filha Hannah Estela de apenas 10 anos e a empregada Taynara Siqueira foram assassinadas covardemente a facadas. Segundo a polícia o crime aconteceu na manha de sábado, mas os corpos só foram localizados no principio da noite, quando familiares desconfiaram do silencio das vítimas.
 Rapidamente as policias civil e militar foram ao local do crime em busca de evidencias. O local também foi periciado por agentes instituto médico legal. A advogada Leda Marta era procuradora do município e era bem relacionada na cidade, por este motivo rapidamente o local ficou tomado de pessoas em busca de informações obre o ocorrido. A primeira ação da polícia foi localizar o ex marido da vítima Altair dos santos, que estava em seu apartamento. Ex militar do exercito e também advogado, ele havia se separado de Leda a mais de um ano, no entanto amigos da vítima relatam que a relação entre os dois era conturbada, e que Altair chegou a fazer ameaças a ex companheira. Por causa disso logo após o crime ela era apontado como possível suspeito por colegas de profissão. O ex militar foi conduzido ao quartel da polícia militar em Itaituba, as autoridades temiam por sua segurança diante da revolta da população. O comandante do batalhão afirmou que o advogado estava ali temporariamente, mas adiantou que ele negava com veemência ser autor ou mandante do crime.
 Imagens gravadas pelo circuito interno de uma loja vizinha onde o crime aconteceu revelam que o assassino não se parece com Altair. Ele é magro, estatura média, usava camisa longa e boné e estava com uma sacola nas mãos. O suspeito possivelmente foi atendido pela advogada Leda que estava com sua filha de 10 anos no estabelecimento. Minutos depois chega a funcionária Taynara Cristina para trabalhar. A próxima imagem é do homem saindo já com outra camisa e sem o boné. A polícia investiga se este homem pode ser o namorado de Taynara, que também tinha uma relação de conflito com a vitima.  Na delegacia de Polícia o ex marido de Leda e pai da menina morta disse estar surpreso e negou com veemência qualquer participação no crime.
 Durante todo o final de semana a polícia investigou para tentar localizar o a acusado. A presidente da subsecção da ordem dos advogados, Cristina Bueno, disse que esta é uma grande tragédia e que o caso deve ser devidamente apurado. O corpo da advogada leda Maria e da filha de 10 anos ficou por algumas horas em Itaituba e em seguida foi levado de avião para a cidade de Palotina, Paraná. já a funcionária Taynara Cristina foi levada para a comunidade de cauaçuepá, no município de Aveiro. Até agora o crime ainda é um dilema para as autoridades. a policia esta em busca de novas evidencias que possam  solucionar os mistérios envolta deste trágico acontecimento.  

0 comentários:

Postar um comentário