quarta-feira, 26 de março de 2014

Avião pode estar submerso

Um avião da Força Aérea Brasileira detectou sinais indicando a existência de uma aeronave submersa na região onde estão sendo feitas as buscas ao bimotor que desapareceu próximo ao município de Jacareacanga, no sudoeste do Estado. Ontem, completou uma semana do sumiço do avião, que, com o piloto, transportava cinco pessoas. Mas não se sabe se o avião submerso é o mesmo que está desaparecido. Ou se, conforme informações que circulam na área, é um que teria caído há mais de 20 anos. As informações foram dadas a O LIBERAL, ontem à tarde, pelo delegado Lucivelton Ferreira dos Santos, titular da Delegacia de Jacareacanga.
Segundo ele, o avião da FAB, que faz uma "varredura" na região, detectou a existência de um avião, submerso em uma área alagada, no domingo. Mas, conforme o delegado, essa aeronave não foi "visualizada" pelos militares da FAB.
Ele afirmou que aproximadamente 100 pessoas - índios da etnia Munduruku, homens da Força Aérea Brasileira, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e demais voluntários - continuavam, ontem, as buscas pelo avião bimotor. Pela manhã, o mau tempo atrapalhou esses trabalhos. Mas, no começo da tarde, aeronaves da FAB voltaram a circular na área próximo à Jacareacanga.
Mergulhadores tentariam, também ontem, localizar essa aeronave, para esclarecer aquela dúvida. "Toda informação que nós recebemos é checada", disse o delegado Lucivelton. Ele afirmou que as buscas são feitas em uma extensa área de mata. "Boa parte da região, explica, é de mata bem fechada. É uma área com muitos rios, igarapés, subidas e descidas, o que também dificulta muito os trabalhos", acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário