quarta-feira, 23 de abril de 2014

Equipes da Aeronáutica seguem a pé até local onde aeronave foi localizada

Equipes da Aeronáutica saíram nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (23) até o local onde foi encontrado o bimotor desaparecido há um mês no sudoeste do Pará. Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), os militares seguem a pé até o local, que é de difícil acesso.
Após as equipes retornarem da mata, a FAB vai divulgar mais detalhes sobre as circunstâncias em que o avião foi encontrado. Ainda não há informações sobre as vítimas do acidente.Ainda de acordo com a FAB, que está à frente das buscas, após informações de alguns garimpeiros a equipe foi a pé até o local indicado e encontrou os destroços. O tempo de caminhada até o local é de aproximadamente 30 minutos e não é possível ver do alto.

Buscas
A Força Aérea Brasileira (FAB) confirmou na noite da última terça-feira (22) que o avião bimotor Beechcraf Baron, desaparecido desde o dia 18 de março, foi encontrado em um local de difícil acesso, próximo ao município de Jacareacanga.

O bimotor decolou do aeroporto de Itaituba às 11h40 e sumiu 1h20 depois de o piloto ter feito o último contato pelo rádio. Desde então, a Força Aérea Brasileira (FAB) realizava buscas na região. Além das buscas aéreas, participaram voluntários, que incluem moradores de Jacareacanga, funcionários do Distrito Sanitário Indígena e indígenas da tribo Munduruku.
O Ministério da Saúde divulgou o nome das pessoas que estavam a bordo: as técnicas de enfermagem Rayline Sabrina Brito Campos, Luciney Aguiar de Sousa e Raimunda Lúcia da Silva Costa, o motorista Ari Lima, além do piloto Luiz Feltrin. Uma das passageiras chegou a mandar mensagens de celular avisando que o avião passava por problemas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário