sexta-feira, 25 de abril de 2014

Garimpando acompanha resgate de corpos em Jacareacanga

70% do avião já foi retirado do buraco e corpos serão removidos nas próximas horas


O moderador deste blog acompanhou pessoalmente os trabalhos de remoção dos corpos dos ocupantes do avião da Jotan em Jacareacanga. A aeronave foi localizada pelo garimpeiro Fausto Pereira, que encontrou o avião por acaso quando pesquisava áreas para exploração de ouro. O local é de difícil acesso. Para chegar até lá é preciso seguir viajem pela BR 230 e adentrar uma vicinal chamada São Sebastião,  cheia de buracos, lama e ladeiras íngremes. Para ter acesso ao local do avião ainda é preciso caminhar mais 1500 metros mata a dentro enfrentando obstáculos como mosquitos, formigas, chão alagado e uma descida bastante escorregadia cheia de mato e muitos troncos de arvores. O avião está praticamente enterrado e é possível ver pedaços da aeronave por todos os lados. Apesar da área esta sendo preservada conseguimos chegar bem perto e verificamos que não há odor, o avião teoricamente está com sua estrutura interna intacta envolvido por muito mato e lama em uma especie de grota pantanosa. As condições de acesso e a realidade da mata prejudicam a operação de resgate. Militares chegam ao local através de um helicóptero e a descida é feira utilizando técnicas de rapel. No local estão militares da FAB, exercito, corpo de bombeiros, PM, Defesa civil e voluntários da cidade de Jacareacanga que durante os últimos 36 dias foram fundamentais na operação de buscas ao bimotor. O trabalho segue de maneira lenta e de acordo com as informações mais recentes 70% do avião já foi retirado do buraco em que está parcialmente soterrado. Os corpos das vitimas devem ser removidos nas próximas horas e conduzidos ao IML de Itaituba.  


Deu trabalho pra fazer se usar favor conceder os créditos a este humilde blog

2 comentários:

  1. Parabéns ao moderador do Blog, por todos esses longos dias, estive acompanhando o desenrolar dessa trágica história pelo seu blog, e realmente me senti bastante informado, por todas as vezes que aqui visitei, embora o resultado seja trágico, mas as famílias poderão dar um enterro digno aos seus entes queridos. Abraços e que deus console as famílias e continue a iluminar as pessoas que se preocupam com o seu semelhante. Termy Ferreira de Lima, Contabilista, residente em Itajá, Estado de Goiás.

    ResponderExcluir