segunda-feira, 14 de abril de 2014

Reportagem do Fantástico trouxe informações sobre dificuldades nas buscas por avião da Jotan

Foto extraída do Facebook, da página de Júnior Ribeiro
A reportagem que o Fantástico exibiu neste domingo, serviu acima de tudo para mostrar as dificuldades que existem nas buscas ao avião da Jotan, desaparecido desde o dia 18 de março. Foi produzida com grande profissionalismo, com responsabilidade e sem sensacionalismo. Até mesmo para nós que vivemos por aqui pudemos saber detalhes que não tinham chegado ao nosso conhecimento.

Não acredito que essa matéria possa servir como elemento de pressão sobre as autoridades, para que os esforços pelas buscas possam ser redobrados.

Uma coisa que muita gente já tinha me perguntado, coisa que eu não soube responder por falta de conhecimento e falta de informação diz respeito ao alcance da varredura feita pelo avião Orion P-3, que pode captar sinais de aeronaves caídas, tanto no meio da mata, quanto dentro da água.

Embora sirva como informação para dirimir essa dúvida, o mistério sobre o sumiço do avião da Jotan só faz aumentar, porque o P-3 não conseguiu êxito em sua missão.

Tudo que se quer é que seja encontrado o Baron que era comandado pelo piloto Luiz Feltrin, que levava quatro passageiros. Mas, tem sido em vão todo o esforço desprendido até agora. De qualquer forma, a matéria do Fantástico, pelo menos, colocou um pouco mais de luz sobre os fatos, no que se refere ao complicado trabalho das buscas.

Sexta-feira deste semana vai completar um mês que o avião desapareceu. Quiçá, neste começo de semana possamos ter alguma informação concreta sobre esse mistério.
blog do jota parente 

Um comentário:

  1. Precisamos ter resposta para nossa espera e sofrimento. Não é possível admitir que seja possível, que as autoridades brasileiras não tenham meios ou tecnologias, ou até mesmo mais boa vontade, para intensificar esta busca e localizar nossos familiares.

    ResponderExcluir