terça-feira, 8 de abril de 2014

Segup apresenta proposta para encerrar paralisação de PMs no Pará

Após quase cinco horas de debates, terminou por volta das 21h desta terça (8) a reunião entre o Secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Luiz Fernandes, e os policiais militares das Associações de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros e da Associação de Sargentos e Subtenentes. De acordo com o secretário Luiz Fernandes, o governo está otimista com relação ao fim da paralisação, no entanto, a decisão depende dos manifestantes.Representantes da Associação de Sargentos e Subtenentes levaram a proposta para ser debatida com os demais militares presentes no 6º Batalhão da PM.
A reunião foi convocada pela ouvidoria da Segup para tentar encerrar a paralisação dos policiais que protestam pedindo reajustes salariais em Belém e no interior do Pará."Nós construímos uma proposta junto com a categoria, e só depois que ela for aprovada iremos divulgar. A expectativa é boa" disse Fernandes. Também participam da reunião a Ordem dos Advogados do Brasil e a Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos.
Entenda o caso
As manifestações, que já duram cinco dias, tem como principal reivindicação a isonomia salarial entre soldados e oficiais, que tem reajuste estimado de 11% em 2014. Segundo o governo, os policiais já receberam gratificações que chegam a superar o aumento dado aos oficiais.

Desde o dia 3 de abril, policiais mostram sua insatisfação com relação a política salarial do estado. O grupo impediu a saída de viaturas do 6º Batalhão da PM, fechou a rodovia BR-316 por 10 horas e chegou a agredir equipes de reportagem. Por conta desta conduta, o promotor militar, Armando Brasil, pediu a prisão de 43 manifestantes. A justiça ainda não se manifestou sobre os pedidos de prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário