Suspeitos de aplicar golpe milionário presos em MT chegam a Itaituba

Chegaram na noite desta terça-feira (6) aItaituba, no sudoeste do Pará, um casal integrante de uma quadrilha acusada de aplicar um golpe milionário na cidade. O suspeito, um piloto de avião foi preso no Mato Grosso e a mulher foi localizada no estado de São Paulo.
Segundo a polícia, eles faziam parte de um grupo de estelionatários que comprou cerca de 40 quilos de ouro de dois empresários da região usando mais de R$ 3 milhões em notas falsas. O dinheiro falso foi apreendido em Teresina (PI) e parte do ouro foi recuperado pela Polícia Federal em Várzea Grande (MT).


Os dois foram encaminhados para a penitenciária de Itaituba. Segundo a polícia, os presos fazem parte de uma quadrilha interestadual de estelionatários, que age em todo o país. Eles estão com mandados de prisão temporária decretados pela Justiça de Itaituba.
Outras pessoas também estão envolvidas com o grupo, entre elas um empresário de origem francesa, estabelecido em Belém, o qual também teve mandado de prisão decretado e continua foragido.
Entenda o caso
O crime foi cometido em 24 de dezembro de 2014. De acordo com o delegado Jardel Guimarães, as vítimas são dois irmãos, empresários do comércio de ouro, na área do garimpo Tabocal.  Na época, segundo o delegado, os acusados entraram em contato com as vítimas, inicialmente por telefone, se passando por empresários de Brasília, no Distrito Federal.

No dia da compra, os acusados foram até Itaituba e apresentaram aos empresários quatro maletas com cédulas de Real. Eles chegaram a abrir e a conferir parte do dinheiro na frente das vítimas. Após a venda do produto, os empresários descobriram que foram enganados. Somente R$ 15 mil dos supostos R$ 3 milhões eram em notas verdadeiras. As demais eram falsas.
Os suspeitos foram presos por policiais civis do Pará na última sexta-feira (2), durante a operação “Stellium”, iniciada a partir do inquérito policial aberto para apurar a compra fraudulenta do ouro.
do G1

0 comentários:

Postar um comentário