Vereadores declaram guerra ao governo da Prefeita de Itaituba

Vereadores João Paulo Meister, Dirceu Biolch, Manuel Diniz e Nicodemos Aguiar fazem duras críticas e dizem que governo de Eliene Nunes está sem rumo e sem gestãoNa sessão da Câmara Municipal de Itaituba realizada na terça-feira, dia 20, vários vereadores, inclusive alguns da bancada governista, fazendo um balanço de um ano e cinco meses da gestão da prefeita Eliene Nunes admitem que o baixo prestígio político da Prefeita, por tabela, também está afetando drasticamente o Poder Legislativo. O Vereador da base governista que vem se rebelando nas ultimas sessões, Dirceu Biolch, disse que a máquina está travada, as coisas não acontecem e não alimenta mais esperanças de que o governo faça investimentos em Moraes Almeida, sua base política.

O vereador Manuel Diniz (PMDB) que tem discurso mais conciliatório, disse que a Prefeita precisa entender que se continuar desse jeito dificilmente conseguirá reverter a situação e que mais de um ano já se passou, vendo na reclamação dos vereadores a falta de contato com a prefeita Eliene Nunes um sinal ruim para seu governo.
Nicodemos Aguiar, que é da oposição, mais uma vez rasgou o verbo dizendo que quando critica a Prefeita dizem que é perseguição, mas garante que a insatisfação é imensa pela cidade, citando o caso das ruas interditadas pelo excesso de buracos, postos sem medicamentos, ambulâncias sem combustível, escolas sem merenda, obras sem conclusão (vide Praça do Congresso e outras), Nicodemos considera que o governo municipal não tem iniciativa, não tem atitude e vem derrapando em erros grotescos e primários. No final, usou uma expressão popular dizendo que a Prefeita e sua patota estão fazendo tudo errado e não acenam com atitude de mudança.
Pelo acúmulo de erros, pelos escândalos na imprensa, pela insatisfação do seu próprio grupo político, os vereadores de oposição analisam que nestes quase dois anos de governo a prefeita Eliene Nunes pode estar cumprindo apenas um primeiro e único mandato que não deixará saudades, pela forma amadorística como vem sendo conduzido, num governo eleito com todas as expectativas de mudanças ancorado num slogan convincente que garantia o ”Sei como fazer e vou fazer”.
Entretanto, o prestigio político-administrativo da prefeita Eliene Nunes está crescendo igual rabo de cavalo, pra baixo e navegando em águas turvas, num cenário de melancolia e desolação, transformando politicamente Itaituba numa espécie de Pompéia sem Vesúvio, aonde a única linha de horizonte mais visível é a derrocada de um governo sem gestão e sem direção, precisando talvez de um IGPS político para que possa dizer a que veio.
Por: Nazareno Santos

0 comentários:

Postar um comentário