sexta-feira, 6 de junho de 2014

Presidente do Ibama vai a Castelo dos Sonhos apurar denúncia



 A presidência do Ibama marcou para o próximo dia 10, em Cachoeira da Serra, distrito de Castelo dos Sonhos, em Altamira, um encontro com agentes do Instituto e colonos da região envolvidos no episódio que resultou na destruição de três carretas e um trator há quinze dias. A reunião ontem, foi com o superintendente do Ibama, Volney Zanardi Júnior com representantes dos agricultores e o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA).




Na audiência, os produtores revelaram o medo que tomou conta de todos. Eles disseram ao superintendente que o clima continua muito tenso na região ao ponto dos trabalhadores evitarem limpar o pasto, construir uma cerca e até mesmo circular de caminhões pela região. O encontro do dia 10 vai tratar exatamente dessa questão. Volvey Júnior explicou que a principal razão da ida dos representantes do Ibama à Cachoeira da Serra é abrir o diálogo e encontrar um caminho que possa devolver a tranquilidade entre colonos e fiscais. O Ibama pensa, inclusive, em abrir uma espécie de Ouvidoria para que os trabalhadores possam estar em constante contato com o Instituto mesmo que não haja algum confronto.

A presidente da Associação dos Produtores Rurais Vale do Garça, Preta Zaminhan, saiu satisfeita do encontro: "Achei tudo muito plausível. Eles parecem estar abertos ao diálogo, mas nossa luta sobre essa tal pacificação não acaba com este encontro. É preciso que todos fiquem atentos a tudo que acontece lá", disse, reforçando ainda que eles querem um encontro com o Ministro da Casa Civil, Aluízio Mercadante, para tratarem em definitivo dessa situação inconstante que envolve toda a Flona Jamanxim.

O encontro também definiu que será necessário um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), para estabelecer a postura entre todos os envolvidos. "Esse TAC é importante porque não cabe mais esse tipo de ação nos dias de hoje. Essa forma truculenta de fiscalizar a terra é coisa da idade da pedra", disse Flexa Ribeiro. “É fundamental estabelecer canais de dialogo, pacificar a região pra evitar fatos lamentáveis como o ocorrido", completou o senador. No final do encontro também ficou acertado que caso seja necessário será realizada uma audiência pública com o poder público, Ibama, colonos e parlamentares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário