sábado, 12 de julho de 2014

MPF denuncia à justiça delegado da PF por morte de indígena em Jacareacanga

Foto: Divulgação (PF)O Ministério Público Federal denunciou à Justiça o delegado da Polícia Federal, Antonio Carlos Moriel Sanches pelo crime de homicídio qualificado. O delegado é acusado de matar o índio Adenilson Kirixi Munduruku durante a operação 'Eldorado' no dia 7 de novembro de 2012, na aldeia Teles Pires, divisa do Pará com o Mato Grosso.
Segundo o MPF, a exumação do corpo do índio comprovou que ele foi executado com um tiro na nunca após ter sido derrubado por três tiros nas pernas. Se a denúncia for aceita pela justiça, o delegado poderá ser condenado até 30 anos de prisão.

A operação 'Eldorado' tinha como objetivo destruir balsas de garimpo que atuavam ilegalmente em Terras Indígenas Munduruku e Kayabi. O coordenador da operação era o delegado Moriel Sanches. 
Em relato ao MPF um dos indígenas contou que 'depois que o delegado empurrou essa liderança na qual ele iria atirar, o segurança do cacique empurrou o braço do delegado e ele escorregou e caiu na água, pois a área tem declive e o chão é liso, de barro. Foi a partir daí que começou o tiroteio. Nenhum indígena estava com arma de fogo. Os dois primeiros tiros contra a vítima foram dados pelo delegado, que ainda estava dentro da água, que estava pela cintura. Vários policiais começaram a atirar contra os indígenas que estavam no local. Três tiros acertaram as pernas da vítima Adenilson Kirixi, que perdeu o equilíbrio, caindo na água. Nesse momento o delegado, que ainda estava dentro da água, deu um tiro na cabeça da vítima, que já caiu morta e afundou no rio'. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário