quinta-feira, 24 de julho de 2014

Testemunhas de triplo homicídio no PA serão ouvidas nesta quinta-feira

Triplo Homicídio Itaituba Ieda Marta Lucick dos Santos Procuradora (Foto: Reprodução/ TV Liberal)Filha de 10 anos da procuradora Ieda também foi
morta à facadas (Foto: Reprodução/ TV Liberal)
Vinte e três testemunhas de acusação de um triplo homicídio ocorrido em fevereiro deste ano, no município de Itaituba, no sudoeste do Pará, serão ouvidas nesta quinta-feira (24). A procuradora Ieda Marta Lucick dos Santos e sua filha de 10 anos, além de uma funcionária da loja de que Ieda era proprietária, foram assassinadas a facadas.
Essa é a primeira audiência do caso realizada pela Justiça. O crime aconteceu dentro da loja que pertencia à advogada. Segundo a polícia, o principal suspeito de mandar matar a procuradora é o ex-marido dela, o advogado Altair dos Santos, que está preso. O executor do crime até o momento não teria sido encontrado pela polícia.

Para garantir a realização da audiência, o diretor do Fórum de Itaituba solicitou apoio dos órgãos de trânsito e policiamento. As ruas próximas ao orgão público devem ser interditadas.
O julgamento do caso ainda não tem data prevista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário