quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Polícia investiga atos de vandalismo contra candidato a Deputado Estadual em Itaituba

Leonard Cabral
Leonard Cabral
A Promotoria Pública em Itaituba solicitou à Justiça Eleitoral, que acione as coordenações de campanhas em Itaituba quanto ao que considera irregular na campanha quanto à colocação de cavaletes dos candidatos, principalmente na Rotatória, no início do perímetro urbano da Transamazônica, que está comprometendo a visibilidade dos condutores de veículos.
Outra questão considerada grave é o ato de vandalismo cometido contra o candidato a deputado estadual Leonard Cabral (PSB), que teve mais de 80 cavaletes em minidor danificados e retirados das ruas sem que seja definido o paradeiro causando prejuízos à campanha, fato que inclusive já foi objeto de registro de Boletins de Ocorrências na 19ª Seccional de Polícia.
O candidato em entrevista à imprensa lamenta o episódio tido como baixaria de campanha, inclusive alguns membros de diretores suspeitam de que o vandalismo esteja sendo feito a mando de concorrentes, sem fazer acusação formal a ninguém, haja vista que não há provas e a Polícia ainda está investigando o caso.

Mas a reportagem de O Impacto levantou a situação em outros comitês e constatou que o problema também vem ocorrendo com o candidato a deputado estadual Wescley Tomaz (PSC) e até mesmo com Eraldo Pimenta (PMDB). A Polícia está investigando para descobrir se é um fato isolado praticado por vândalos ou se há uma orquestração política para prejudicar Leonard Cabral, que é médico e concorre pela primeira vez a uma vaga na Assembléia Legislativa.
O fato repercutiu na Câmara e o Vereador da bancada da Prefeita, Isaac Dias fez insinuações mostrando jornais e criticando o candidato Eraldo Pimenta do PMDB, inclusive citando que foi visto um carro preto que estaria praticando os vandalismos contra matérias de campanhas do candidato Leonard Cabral que é do seu partido PSB, embora ele apoie Josy Amaral, de Vitória do Xingu, que é de outro partido.
Fonte: RG 15/O Impacto e Nazareno Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário