segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Jovem de 23 anos assassinado no dia da eleição em Itaituba

Na casa onde mora a família da vítima, o clima é de comoção e angústia por conta da morte do rapaz. O tio de Evander Montezuma, que era mais considerado como um segundo pai, diz que não consegue entender o por que de tamanha violência.

“Nós não sabemos o que dizer ou o que fazer. Tudo o que queremos é que as autoridades tomem providências, e que não venham a ocorrer mais crimes violentos e brutais como esse. O Evander não tinha nenhum envolvimento com bandidagem, era como um filho pra mim. Cursava o oitavo período de engenharia e veio apenas para votar, encontrando esse triste fim. Estamos desolados, até sem saber o que dizer ou o que fazer”, lamentou Antonio Carlos de Melo, tio da vítima.


Evander Montezuma de Hollanda Serra tinha 23 anos de idade e cursava engenharia civil no Estado do Amazonas. Ele veio a Itaituba somente para participar das eleições e aproveitou para rever amigos e a família. Montezuma chegou no sábado e, no domingo, participou do processo eleitoral. Já no final do dia, ele saiu com um amigo para jantar e não mais voltou para casa.

O caso foi registrado na Seccional de Polícia, e o delegado que preside o inquérito disse que ainda não há uma linha segura de investigação, mas está levando em conta todos os detalhes. Neste momento, a polícia não descarta nenhuma hipótese, inclusive a de tentativa de assalto, já que, segundo depoimento da principal testemunha, o atirador chegou à lateral do carro, estacionado em frente uma residência na estrada do Bis, e bateu no vidro. Evander teria arrancado com o veículo, quando o desconhecido disparou.


Algumas declarações já foram incorporadas ao procedimento, mas outras providências deverão ser tomadas, como o depoimento de pessoas próximas à vítima e novamente do rapaz que estava como passageiro. “Nós já instauramos inquérito com prazo de 30 dias para conclusão. Nesse tempo, estaremos reunindo todas as informações possíveis para dar uma resposta à família e à sociedade, definindo a motivação e colocando o autor desse crime violento na cadeia”, assegurou o delegado.
fonte: tapajos em foco 

Nenhum comentário:

Postar um comentário