Será realizada nesta terça-feira (14), em Santarém, oeste do Pará, coleta de assinaturas para uma petição que pretende exigir do governo do estado a realização de uma pesquisa sobre  a qualidade da água do rio Tapajós. A intenção é de verificar, em vários pontos, se há focos de contaminação por produtos químicos utilizados nos garimpos da região. A suspeita surgiu após a observação de que em determinadas partes, o rio apresenta uma coloração diferente da habitual. O pedido será encaminhado no final do mês ao governador Simão Jatene.
 Um homem e afilha dele, de 2 anos, foram executados a tiros, dentro do carro , na noite de sábado (11). O crime aconteceu as 21h00min  na avenida Brasil próximo da rodoviária  em Novo Progresso.

No carro estava Luiz de Souza 36 anos a esposa e duas filhas.

A filha mais nova do casal Y>G>S de dois anos foi alvejada com uma bala no rosto e foi encaminhada ao hospital Municipal ainda com vida,  passou por cirurgia e veio a óbito na madrugada de domingo (12). A mãe e outra filha não foram alvejadas com os tiros.
Ex-padre Paulo Machado de Oliveira, de 55 anos
Ex-padre Paulo Machado de Oliveira, de 55 anos
O corpo do professor e ex-padre Paulo Machado de Oliveira, de 55 anos, foi encontrado dentro de uma caixa lacrada no kitnet em que morava, localizado na avenida Lomas Valentinas, com a avenida Pedro Miranda, bairro da Pedreira, em Belém.
Peritos do Instituto Médico Legal (IML) estiveram no local para averiguar as condições da morte. Além da caixa lacrada com o corpo, havia sangue espalhado por todo o kitnet e o mau cheiro tomava conta do local.
O professor morava sozinho e não era visto há quatro dias pelos vizinhos. De acordo com informações apuradas no local, a vítima era homossexual e, há vários dias, era visitado por um rapaz não identificado, que foi a última pessoa vista saindo do local em que o corpo foi achado.