Um índio Munduruku foi preso pela polícia em Jacareacanga, sudoeste do Pará, por porte ilegal de armas. De acordo com a Polícia Civil, ele é morador da aldeira Karapanatuba, zona rural do município. A prisão foi feita na última segunda-feira (21).
Segundo a polícia, uma ligação anônima denunciou o índio, que estaria embriagado e portando uma arma de fogo, assustando a população. Uma equipe de policiais foi até o local para verificar a informação, e localizou o suspeito. Após ser revistado, o índio foi flagrado com um revólver calibre 38.

BR 163
BR 163

 A Advocacia-Geral da União (AGU) confirmou, na Justiça, a demolição de casas edificadas irregularmente na faixa de domínio às margens da BR 163, Km 632, no município de Trairão/PA.
Os procuradores comprovaram que as construções colocam em risco a segurança dos moradores e dos usuários da rodovia.
Em duas ações de reintegração de posse, as unidades da AGU no Pará argumentaram que particulares construíram casas de madeira a menos de 20 metros do término da faixa de domínio, que é de 40 metros de cada um dos lados da BR, contados do eixo da rodovia. Os procuradores destacaram que os moradores estavam invadindo espaço da União sem consentimento público.
Cachoeiras no rio Tapajós
Cachoeiras no rio Tapajós
O Ministério Público Federal (MPF) deu prazo de 60 dias para o governo Federal se manifestar sobre as irregularidades no licenciamento ambiental da usina hidrelétrica de Jatobá, uma das barragens previstas para o rio Tapajós, no Pará. Assim como em Belo Monte, São Luiz do Tapajós e as usinas do rio Teles Pires, Jatobá está sendo licenciada sem cumprimento da legislação brasileira.
Mais uma vez, o governo conduz o licenciamento ignorando a obrigação da consulta prévia prevista na Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Mais uma vez, ao planejar uma série de barragens em um dos principais rios da Amazônia, o governo ignora a obrigação de fazer as Avaliações Ambientais Integrada e Estratégica, previstas em vários diplomas da legislação ambiental.
Com o afastamento de Jatene, Helenilson Pontes assume como governador em exercício. (Foto: Cristino Martins/Ag. Pará)Decreto assinado por Helenilson Pontes prevê corte
de R$ 60 milhões, mas deixa servidores
insatisfeitos (Foto: Cristino Martins/Ag. Pará)
O governador em exercício do Pará, Helenilson Pontes, publicou um decreto no Diário Oficial do estado nesta segunda-feira (27) extinguido a atribuição e pagamento de Gratificações de Tempo Integral (GTI) e horas extras para todos os funcionários do estado que atuem na administração direta, autarquias e fundações.
No decreto, Pontes dá um prazo de cinco dias para que cada órogão do governo se adeque a esta medida, autorizando a Secretaria de Administração (SEAD) a excluir a gratificação das folhas de pagamento dos funcionários públicos.
A prefeitura de Itaituba informa, que já está disponível  ogabarito com resultado preliminar do concurso publico regido pelo Edital N.º 001/2013.  Os candidatos podem conferir a lista com os resultados no  site da FADESP organizadora do concurso
O concurso de Itaituba teve 10.570 inscritos. O cargo de Almoxarife - Zona Urbana – Administração foi o mais concorrido, com 178 candidatos para a única vaga ofertada.  As prova foram realizadas no último domingo 26.
Mais  de acordo com Paulo Freire coordenador de concurso da Fadesp, mais de cinco mil pessoas fizeram a prova, sendo que os faltosos representaram 50%, o que estaria dentro das expectativas da fundação.  Veja o gabarito com os resultados
ASCOM PMI