A filha do piloto Luiz Feltrin está fazendo um apelo em sua página pessoal no Facebook, pedindo informações sobre as ligações dos passageiros que estavam no avião que caiu no dia 18 deste mês, no sudoeste do Pará. Segundo a publicação, eles estariam encontrando dificuldade com as telefonias Vivo e Tim.
Jéssica Feltrim diz que "a autorização judicial para a quebra do sigilo telefônico dos ocupantes da aeronave ja nos foi fornecida, porém, estamos enfrentando questões burocráticas diante das empresas de telefonia Vivo e TIM, para que nos forneça os dados de localização das ultimas conversas telefônicas. (sic)".

O plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu, nesta segunda-feira (24), durante sessão ordinária, instaurar Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar indícios de que o desembargador João José da Silva Maroja, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), teria recebido, quando presidia o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE/PA), pelo menos R$ 1,3 milhão em troca de decisões judiciais favoráveis a políticos paraenses. O colegiado decidiu também afastar o magistrado de suas funções durante o andamento do PAD.
Odair Corrêa
Odair Corrêa
Odair Corrêa não é mais o superintendente regional do Ministério do Trabalho no Pará. Ele está se afastando da função para assumir sua pré-candidatura ao cargo de deputado estadual, como exige a Justiça Eleitoral – que determina o desligamento de possíveis candidatos dos cargos públicos que ocupam. Assumirá seu lugar na superintendência Raimundo Pinheiro, secretário do Partido Democrático Trabalhista (PDT) no Estado.
“Emitimos 650 mil carteiras de trabalho em três anos. Fomos os pioneiros em todo o Brasil a disponibilizar o sistema online de atendimento a alguns serviços prestados pelo Ministério do Trabalho e disponibilizamos uma verba de R$ 800 milhões para cerca de 270 mil pescadores ribeirinhos que vivem dessa atividade em nossa região”, avaliou Odair Corrêa, que esteve por três anos à frente da superintendência.
Avião Orion é utilizado nas buscas no PA (Foto: CBS Silva / Agência Força Aérea)A Força Aérea Brasileira (FAB), que lidera as buscas pelo avião bimotor que desapareceu perto deJacareacanga, sudoeste do Pará, negou que a aeronave tivesse sido localizada. Nesta segunda-feira (24), o Instituto Médico Legal confirmou que enviou técnicos para a área, aumentando a especulação sobre as buscas por sobreviventes e destroços.  Além da FAB, a filha do piloto da aeronave, Jéssica Feltrin, negou que o avião e os ocupantes tivessem sido encontrados. A mesma informação foi repassada pelo Grupamento Aéreo da Secretaria de Segurança Pública do Estado (Segup), que auxilia a FAB na operação de salvamento.
 
Orion- avião que deu coordenada ao militares
Autoridades confirmam que os destroços do avião desaparecido foram identificados pela aeronave da FAB que sobrevoou a região onde o bimotor desapareceu, mas não divulgaram a condição da aeronave e das vitimas do acidente.  De acordo com informações oficias dois helicópteros estão no local e militares vasculham o perímetro. A noticia de que o avião tinha sido localizado chegou a circular pela manha através de fontes que participam da operação, no entanto, ao que parece existe forte interesse em preservar a informação. Este blog está checando os fatos e irá manter seus leitores atualizados