A audiência publica foi proposta pela justiça federal como parte do processo judicial que apura as responsabilidades do governo federal quanto à conservação do perímetro urbano da rodovia transamazônica. Ano passado a justiça determinou que o DNIT recuperasse a BR dando livre direito de ir e vir à população. A determinação foi cumprida parcialmente, porém o trabalho não satisfez a sociedade. O resultado foi uma grande manifestação tal qual nunca se viu no município.  Desde então o BEC tem marcado presença na rodovia, mas a qualidade do trabalho ficou a quem do esperado.
  O juiz Rafael Leite convocou para audiência o poder publico municipal, entidades de classe, DNIT e o batalhão que executa as obras. O primeiro a falar foi o diretor de planejamento do município Dirceu Frederico que fez uma explanação técnica dos fatos. De acordo com ele o município sempre teve dificuldades para manter a rodovia trafegável por que o DNIT nunca reconheceu a rodovia como pavimentada e mesmo com as constantes tentativas de uma solução a demora na execução das obras também preocupa o governo. Dirceu ainda acrescentou que se soubesse de toda a burocracia envolvida em um projeto de extrema urgência, teria aconselhado a prefeita Eliene Nunes a rever seus conceitos em relação ao assunto.
Everton Moreira foi mantido na presidência da Amut
Everton Moreira foi mantido na presidência da Amut
A eleição para escolha da nova diretoria da Associação dos Municípios das Rodovias Santarém-Cuiabá e Transamazônica e Região Oeste do Pará (AMUT) aconteceu na sexta-feira (28), na Câmara Municipal de Santarém A nova diretoria vai comandar a Associação no biênio 2014-2015. Na eleição, apenas uma chapa foi inscrita, e, consequentemente, o resultado foi promulgado pela Comissão Eleitoral. O prefeito de Uruará, Everton Moreira (Banha), foi mantido na presidência da Amut, que terá como vice-presidente o prefeito de Santarém, Alexandre Von.
Exército Jacareacanga (Foto: Divulgação/Ten. Coronel Helder Queiroz)Militares são especialistas em selva
(Foto: Divulgação/Ten. Coronel Helder Queiroz)
O Exército Brasileiro enviou um efetivo para a selva de Jacareacanga, no sudoeste do Pará, na manhã deste sábado (29). O objetivo é ajudar nas buscas pelo bimotor que desapareceu na região após decolar deItaituba no dia 18 deste mês, com cinco pessoas a bordo, incluindo o piloto. O avião transportava três técnicas de enfermagem da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e o motorista, que teriam como destino aldeias indígenas localizadas na região do município de Jacareacanga.
Um oficial superior e 1 militares especialistas em selva estão a caminho do município, de acordo com informações do 53º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS), responsável pela ação. Segundo as informações divulgadas pelo Exército, o efetivo necessário fica em Itaituba de sobreaviso para reforçar as buscas, intensificando os esforços a partir de indícios encontrados pela Força Aérea.