Empresários e contadores são contra o aumento proposto pelo novo código tributário do município. Eles irão pressionar a câmara a rever o texto da lei aprovado pelos vereadores. A reunião aconteceu no salão paroquial da matriz de Santana e teve a participação de um grande número de contadores. O encontro foi conduzido pela associação empresarial, CDL e empresários. nenhum representante do governo municipal atendeu o convite para as discussões referentes ao novo código tributário que tem gerado insatisfação para empresários e profissionais da contabilidade. De acordo com os contadores o aumento imposto pelas novas regras do código é abusivo e não condiz com a realidade da economia local.
 O coordenador do SINTEPP Lazaro Guedes e a secretaria de educação do município Ana Paula, foram  a delegacia para colocar em pratos limpos acusações relacionadas à qualidade da merenda escolar. Professores, advogados, lideranças do SINTEPP, conselheiros da merenda e até a secretária de educação foram convocados para a audiência na delegacia que investiga as denuncias referentes a  distribuição de merenda estragada em escolas publicas municipais.
 O caso está nas mãos do delegado Jose Dias Bezerra. A audiência entre as partes foi acompanhada por varias pessoas ligadas ao SINTEPP e também a SEMED. O caso surgiu quando o coordenador do SINTEPP acusou a secretaria de educação de fornecer merenda estragada aos alunos. O fato aconteceu na semana passada na escola Engenheiro Fernando Guilhon, no bairro Bela Vista.
Odebrecht faz contagem de tráfego para lance no trecho Sinop-Itaituba
 A Odebrecht Transport S/A está fazendo contagem de tráfego na BR-163, entre Sinop e o distrito de Miritituba, em Itaituba (PA), provavelmente para se municiar de dados e elaborar proposta para vencer o edital de concessão dos 976 quilômetros do trecho, que o governo federal vai repassar à iniciativa privada em 2014.
 
De acordo com uma fonte de Agro Olhar na região de Novo Progresso, no Sul do Pará, funcionários da empresa estão há vários dias contabilizando os veículos que trafegam nos dois sentidos da rodovia. “Eles ficam com as pranchetas, em barracas montadas à beira da estrada, anotando quantas carretas passam durante dia e noite”, disse a fonte.
 
Uma comitiva de dez pessoas, formada por políticos e familiares dos passageiros do avião bimotor desaparecido no sudoeste do Pará, viaja na tarde desta segunda-feira (14) para Brasília, para pedir apoio ao ministro da Defesa, Celso Amorim. Eles querem a liberação de mais militares da Aeronáutica, Marinha e do Exército nas operações de busca.
O avião bimotor desapareceu quando seguia de Itaituba para Jacareacanga, no dia 18 de março. A aeronave transportava o piloto, um motorista e três técnicas de enfermagem que seguiam para uma aldeia dos índios Munduruku.
O Plano de Trabalho define a abrangência, os métodos e técnicas de pesquisa a serem desenvolvidas
O Plano de Trabalho define a abrangência, os métodos e técnicas de pesquisa a serem desenvolvidas
A Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e a Eletrobras apresentam hoje (14 de abril), no município de Itaituba (PA), o Plano de Trabalho para o Estudo do Componente Indígena (ECI) às comunidades de Praia do Índio, Praia do Mangue, Pimental, São Luiz, Km 43 e Boa Fé. Elas terão a oportunidade de conhecer e sugerir melhorias no Plano, feito a partir das orientações contidas no termo de referência emitido pela Funai. O Plano de Trabalho define a abrangência, os métodos e técnicas de pesquisa a serem desenvolvidas de forma integrada com as comunidades, bem como o cronograma a ser seguido na realização do Estudo.
Foto extraída do Facebook, da página de Júnior Ribeiro
A reportagem que o Fantástico exibiu neste domingo, serviu acima de tudo para mostrar as dificuldades que existem nas buscas ao avião da Jotan, desaparecido desde o dia 18 de março. Foi produzida com grande profissionalismo, com responsabilidade e sem sensacionalismo. Até mesmo para nós que vivemos por aqui pudemos saber detalhes que não tinham chegado ao nosso conhecimento.

Não acredito que essa matéria possa servir como elemento de pressão sobre as autoridades, para que os esforços pelas buscas possam ser redobrados.