Câmera registrou imagens de técnicas de enfermagem antes da queda da aeronave no PA. (Foto: Cláudia Aguiar/arquivo pessoal)Fotos foram feitas no dia em que a aeronave caiu.
(Foto: Cláudia Aguiar/arquivo pessoal)
Familiares das técnicas em enfermagem que morreram após a queda do avião bimotor  que saiu de Itaituba com destino a uma aldeia indígena em Jacareacanga, no sudoeste do Pará, no dia 18 de março ficaram emocionados ao verem  fotos que as jovens Rayline Campos, Luciney Aguiar de Sousa e Raimunda Lúcia da Silva teriam feito dentro do avião no dia do acidente.
De acordo com o delegado de Polícia Civil de Jacareacanga, Lucivelton Santos, a câmera digital foi encontrada junto a outros pertences das vítimas nos destroços da aeronave. Os objetos foram removidos e entregues aos familiares que estavam em Itaituba na terça-feira (29).

Acusados de estelionato em Itaituba são presos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Segundo a Polícia, Fábio e Rosimere fazem parte de quadrilha que
deu golpe milionário em Itaituba (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Fábio da Cruz da Silva e Rosimere Benício Ferreira foram presos nesta sexta-feira (2) acusados de subtrair, por meio de um golpe, 40 quilos de ouro avaliados em cerca de R$ 3 milhões. Eles fazem parte de uma quadrilha interestadual de estelionatários, que age em todo país, formada por mato-grossenses e paulistas.


Fábio foi preso no estado do Mato Grosso pelo investigador Paulo Gennaro Moreira, com apoio da Polícia Civil paraense. Rosimere foi presa em São Paulo. Os presos devem ser transferidos para a sede da Polícia Civil, em Itaituba, sudoeste paraense, neste domingo (4). As prisões haviam sido decretadas pela Justiça de Itaituba.
Foto: Jota Parente
A juíza da 34ª Zona Eleitoral de Itaituba, Karla Nunes,  marcou para o dia 16 de Maio, às 10 horas no Cartório Eleitoral, o reprocessamento do resultado das eleições proporcionais de 2012. 

A determinação é da Corregedoria Eleitoral do Pará, cumprindo o Acordão do TSE-Tribunal Superior Eleitoral, que por UNANIMIDADE decidiu pelo registro da candidatura do vereador  Peninha. 

Peninha foi candidato a vereador pelo PMDB, que coligou com o PP e seu registro foi impugnado. Mesmo assim obteve 1.193 votos e foi o 5º vereador mais votado dos 15 eleitos, o mais votado da sua coligação e o mais votado dos vereadores reeleitos.