Um grupo de moradores de Jacareacanga, no oeste do Pará, organizou uma passeata nesta terça-feira (13), após incêndio em uma casa de professores do município que teria sido provocado um grupo de índios da etnia Munduruku, na noite última segunda-feira (12). Segundo a polícia, os incêndio teria sido um protesto pela demissão de 70 professores indígenas do município. O caso está sendo acompanhado pela Funai.

Altair do Santos, ex-marido da advogada
Altair do Santos, ex-marido da advogada
O Ministério Público do Estado do Pará (MPE), por meio da 2ª Promotora de Justiça de Itaituba, Dra. Magdalena Torres Teixeira, ofereceu denúncia em desfavor de Dejaci Ferreira de Sousa, o “Esnurfe”, e o advogado Altair dos Santos, responsáveis pelo triplo assassinato que vitimou a advogada e procuradora do município Leda Marta Lucyk dos Santos, sua filha de 10 anos de idade e uma funcionária da loja em que as vítimas foram mortas. A manifestação preventiva e a denúncia foram ingressadas no dia 24 de abril.
Na denúncia, o Parquet pediu que os acusados fossem levados a julgamento em Júri Popular. Altair dos Santos, acusado de ser o mandante do crime, responde por homicídio qualificado por motivo fútil. Ele está em prisão preventiva no Centro de Recuperação Regional de Itaituba em sala de estado maior.